Sem Categoria
Veja os gastos dos deputados Kelly Bolsonaro e Fernando Fernandes em 2019

Ambos ficaram menos de 45 dias em exercícios de seus mandatos.

04/02/2020 10h00

Dando finalidade para os gastos dos deputados distritais na CLDF.

Agora será dada uma transparência mais clara sobre os gastos dos deputados distritais, Delegado Fernando Fernandes (PROS) e Kelly Bolsonaro (PATRIOTA-).

Antes disso, é preciso esclarecer alguns pontos da transparência obtida:

  • O valor gasto com assessores é soma de todos os créditos fornecidos pela CLDF em seus quadros demonstrativos.
  • Não foi encontrado nenhum informativo apontando qual era o limite do deputado com gasto de assessores em seu gabinete.
  • Verba indenizatória é a verba disponível para o deputado custear gastos com o mandato, como: aluguel de carro, manutenção de escritório parlamentar, entre outro.
  • Cada deputado tem o valor de R$ 15.193,35 de verba para ser gasto por mês.
  • Estão disponíveis os quadros demonstrativos de janeiro a agosto de 2019.
  • Estão disponíveis os quadros de verba indenizatória de janeiro a outubro de 2019.

Kelly Cristina Pereira dos Santos, mais conhecida por Kelly Bolsonaro (Gama-DF, 10 de Junho de 1986), é uma ativista conservadora. 

  • Kelly Bolsonaro ficou conhecida atuando em protestos e manifestações pelo Distrito Federal.
  • Atualmente é casada com um radialista e mãe de 3 filhos.
  • No ano de 2018 chegou a disputar as eleições como candidata a deputada federal. No entanto, terminou as eleições como 1ª suplente na chapa encabeçada por Daniel Donizet (PSDB-DF).
  • Em meados de maio, Daniel entrou de licença para assumir como Administrador Regional da cidade do Gama.
  • Pelo período aproximado de 30 dias, Kelly ocupou sua cadeira como deputada.

Durante seu mandato, a deputada gastou ao todo o valor de R$ 317.442,01.

Veja seus gastos:

Fernando Batista Fernandes (Brasília-DF, 4 de setembro de 1969) é um delegado de polícia.

Popularmente conhecido como Delegado Fernando Fernandes disputou as eleições de 2018 e acabou sendo eleito para uma das 24 cadeiras da CLDF.

No entanto, o governador do DF, Ibaneis Rocha (MDB-DF), nomeou o deputado como Administrador Regional da cidade de Ceilândia, logo nos primeiros dias de 2019.

No seu lugar acabou assumindo a 1ª suplente da chapa, Telma Rufino (PROS-DF).

Durante seu mandato, o deputado não fez uso de verba indenizatória e gastou o total de R$ 155.966,03.

Veja seus gastos:

Prezado (a) leitor (a),

Após estes “Analisando e Mostrando os Gastos da CLDF”, a expectativa é que você tenha apreciado e se informado melhor sobre os gastos de cada um dos deputados em seu primeiro ano de mandato deles.

Estudante de Engenharia Civil, um nerd apaixonado por cozinha, humor e muito conhecimento. Membro do MBL Brasília e um preguiçoso redator do MBL NEWS