Santa Catarina
Veja como votaram os parlamentares catarinenses na sessão que derrubou veto presidencial

O presidente havia vetado aumento do limite de renda para o acesso ao BPC que custará 20 bilhões anuais aos cofres públicos

12/03/2020 16h20 - Por Matheus Ribeiro

O Congresso Nacional derrubou o veto do presidente Jair Bolsonaro ao projeto de lei (PL) n° 3055/1997 que aumentou o limite de renda familiar per capita para se ter acesso ao benefício de prestação continuada (BPC) de um quarto do salário mínimo para metade deste (R$ 522,50).

Segundo o Ministério da Economia a medida implicará em uma despesa adicional de R$ 20 bilhões ao ano, alcançando R$ 23,3 bilhões em 2029.

Dentre os deputados, o veto presidencial obteve 137 votos favoráveis e 302 contrários. Os votos dos deputados catarinenses presentes em relação à manutenção do veto foram:

  • Angela Amin (PP): não
  • Carlos Chiodini (MDB): sim        
  • Carmen Zanotto (Cidadania): não          
  • Caroline de Toni (PSL): sim        
  • Celso Maldaner (MDB): não       
  • Coronel Armando (PSL): sim                    
  • Daniel Freitas (PSL): sim                             
  • Darci de Matos (PSD): sim   
  • Fabio Schiochet (PSL): sim                          
  • Geovania de Sá (PSDB): não                     
  • Gilson Marques  (Novo): obstrução
  • Hélio Costa (Republicanos): não
  • Pedro Uczai (PT): não
  • Ricardo Guidi (PSD): sim             
  • Rodrigo Coelho (PSB):  não
  • Rogério Peninha Mendonça (MDB): sim

Em meio aos parlamentares do Senado Federal, foram manifestos 14 votos a favor do veto e 45 contra, os dois senador catarinenses presentes, Dário Berger (MDB) e Esperidião Amin (PP) votaram “não”.

Fontes: G1; Câmara dos Deputados