fbpx
GRANDE ABC
Tribunal Regional Eleitoral julga recurso de Auricchio e Vidoski dia 29

Julgamento refere-se a doação irregular na campanha de 2016

24/10/2019 11h45

SÃO CAETANO DO SUL – O juiz Marcus Elidius Michelli de Almeida, do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SP), marcou para o dia 29 deste mês o julgamento do prefeito e vice de São Caetano, José Auricchio Jr e Beto Vidoski, ambos do PSDB, por irregularidades nas doações da campanha de 2016. Entenda.

Matéria publicada em agosto de 2019

A chapa recebeu R$ 643 mil de duas doadoras – Maria Alzira Abrantes e Ana Maria Comparini – que não teriam condições financeiras para efetuar valores tão altos.

No caso, Maria Alzira, teria doado R$ 350 mil, o que representou mais de 22% do total de receita arrecadada na campanha, cujo montante foi de R$ 1,576 milhões.

A imagem pode conter: laptop
Envie um e-mail com os problemas de seu bairro para: mcolombombl@gmail.com

A aposentada Ana Maria Comparini doou R$ 293 mil, valor superior ao único imóvel de sua propriedade, que é de R$ 250 mil.

O chefe do Executivo recorreu da condenação em primeira instância e entrou com recurso, que será julgado na próxima terça-feira.

Se confirmada a decisão da Justiça, Auricchio e Vidoski deverão ser afastados da Prefeitura.

Pela lei quem assume é o presidente da Câmara, Pio Mielo, do MDB, que deverá convocar eleição suplementar para conclusão do mandato, que termina no dia 31 de dezembro de 2020.

Também em agosto, Câmara Municipal recebe o terceiro pedido de impeachment do prefeito

Se condenados, Auricchio e Vidoski ficarão impedidos de concorrer a reeleição nas eleições de 2020.

(Via: Rádio ABC)

Ajude-nos a continuar nosso trabalho. Contribua em mbl.org.br/contribua

Estudante de Letras, são-paulino, fã de System of a Down, devoto de São Dostoiévski (o maior escritor-filósofo do mundo). Intrínseco a mim: Política, Jornalismo, Filosofia e Sociologia. Sou MBL com muito orgulho.