Sem Categoria
“Todos os estados da Federação e o DF estão quebrados”, declarou Ibaneis sobre fim do ICMS em combustíveis

Afirmação é uma resposta ao desafio proposto pelo presidente Jair Bolsonaro

06/02/2020 14h24 - Por Jonas Fernandes

Nesta quarta-feira (5), o presidente Jair Bolsonaro lançou o desafio de zerar o Imposto sobre Circulação de Mercadoria e Serviço (ICMS) aos governadores das unidades federativas. Diante da declaração polêmica, o Titular do Buriti, Ibaneis Rocha (MDB), que também é coordenador do Fórum de governadores do Brasil, respondeu ao Titular do Planalto.

“O problema é que os governos, não só o do Jair Bolsonaro, mas dos ex-presidentes da República, já zeraram os cofres dos estados. Todos os estados da federação e o Distrito Federal estão quebrados. E ele [Bolsonaro] sabe disso […] Eu tenho que pagar escola, eu tenho que pagar saúde, eu tenho que manter a infraestrutura da cidade. Eu tenho uma máquina de custeio, tenho que pagar os débitos com a União. Eu tenho que fazer investimentos. E eu não tenho uma máquina de dinheiro, quem tem é ele [Bolsonaro].”


O desafio lançado pelo presidente era que os governadores zerassem o valor do ICMS cobrado nos postos de gasolina, justificando que a taxa em questão deveria ser cobrada nas refinarias. Bolsonaro também prometeu zerar o imposto federal sobre combustíveis (o mais questionado pelos governadores) caso os regentes estaduais atendessem à proposta.

Os governadores de 24 estados, além de Ibaneis, também responderam em nota a declaração presidencial. O documento afirma que o ICMS é “a principal receita dos estados para a manutenção de serviços essenciais à população, a exemplo de segurança, saúde e educação”.

“Eu preferia tratar esse assunto de economia, com quem entende de economia, que é o ministro Paulo Guedes. Não com o presidente Bolsonaro, que desse ponto não entende”, disparou Ibaneis.


Fonte: G1.