Mato Grosso do Sul
TCU NEGA RECURSO E DETERMINA QUE DEPUTADO DAGOBERTO E EMPRESAS DEVOLVAM 4 MILHÕES

O Tribunal de Contas da União (TCU), condenou o Deputado Federal Dagoberto Nogueira (PDT) e as empresas

27/01/2020 18h28

O Tribunal de Contas da União (TCU), condenou o Deputado Federal Dagoberto Nogueira (PDT) e as empresas Interprint Ltda e Novadata sistemas e computadores S/A a devolverem ao tesouro nacional o valor de R$ 4.037.632,09, por irregularidades apuradas na aplicação dos recursos públicos.

A ação judicial averiguava irregularidades na aplicação desses recursos, quando o parlamentar estava à frente da Sejusp (Secretaria do Estado de Justiça e Segurança Pública) entre 2003 e 2004, que eram repassados do Ministério da Justiça à Sejusp.

Esse repasse iria ser utilizado na implantação de um sistema automático de impressões digitais para modernização do sistema de identificação civil e criminal da polícia do Estado. Segundo a reportagem do Campo Grande News, o parlamentar afirma que todo processo se deve a represália política, e todo sistema foi entregue em pleno funcionamento, quando a investigação foi iniciada.

Já a empresa Novadata e Interprint declaram que a responsabilidade da inexecução total de todo projeto do convênio está prescrita, uma vez que já havia passado prazo de cinco anos entre pagamento e serviços feitos em abril 2003 e início da a investigação maio 2019.

Enfermeira, Auriculoterapeuta, gosta de dorama, animes, ótima cozinheira e membro do Movimento Brasil Livre -Mato Grosso do Sul.