Pará
TCM indica fraude milionária em prefeitura de município do Pará

TCM-PA atestou que imprecisões preocupantes, relacionadas ao ano de 2016, foram encontradas na administração do Instituto de Previdência do Município de Breves (IPMB)

30/01/2020 11h45

Nesta terça-feira, 28 de janeiro, durante sessão plenária, o conselho Tribunal de Contas dos Municípios do Estado do Pará (TCM-PA), corroborou com o relatório de vistoria que identificou erros preocupantes na administração do Instituto de Previdência do Município de Breves (IPMB), no Pará.

As irregularidades encontradas são do ano de 2016, nesse período a instituição estava sob encargo de José Antônio Azevedo de Leão, ex-prefeito de Breves-PA, José Ivo Cardoso e Márcio Antônio Farias Cardoso, ex-presidentes da instituição. Foi comprovado que os mesmos avariaram a estabilidade financeira da IPMB em um valor de aproximadamente R$ 57 milhões de reais, constituindo prejuízo ao tesouro e improbidade administrativa, além de descumprir leis e normas determinadas pela constituição.

Ex-prefeito de Breves-PA José Antônio Azevedo de Leão. Fonte: Marajó Notícias.

A partir da confirmação do relatório, o TCM-PA ordenou que os documentos das prestações de contas da Prefeitura de Breves e do Instituto de Previdência do Município fossem reunidos para que fosse averiguada a responsabilidade no caso e as punições adequadas aplicadas.