Pará
“Startup” paraense é chamada para agregar grande centro de inovação da América Latina

Fundadores de startup Super realizam sonho de consumidores, e são convocados para compor grupo que contém os maiores centros de inovação da América Latina

24/01/2020 20h42

O intuito do aplicativo é simples, inovar as compras semanais e mensais no supermercado, retirando do cliente a necessidade de encarar filas ou trânsito. Após a implementação do aplicativo, e em menos de 90 dias de uso, a “startup” paraense foi convocada para se juntar a Inovabra Habitat, um dos maiores centros de co-inovação da América Latina, que fica situado em São Paulo.

O aplicativo “Super” trabalha de uma maneira muito simples: o cliente instala o app, visualiza os produtos que o mercado, de sua escolha, disponibiliza, separa os produtos que deseja e executa o pagamento de forma online, via crédito.

De acordo com Ramon Veloso, CEO da Super: “Nós do Super, temos orgulho de ver o nome do Pará sendo discutido diariamente em reuniões com grandes empresas multinacionais que admiram e apoiam nosso projeto. Somos uma empresa de Belém que cria tecnologia a nível internacional em sintonia com a indústria 4.0 e que começou bem longe dos polos tecnológicos tradicionais. É, no mínimo, muito desafiador”.

Ramon ainda comenta que é uma grande responsabilidade operar em conjunto com algumas das principais “startups” do País, contudo, isso demonstra o potencial tecnológico paraense.

Ele ainda finaliza: “São Paulo tem a maior concentração de tecnologia da informação da América Latina. As parcerias e conexões que podem ser feitas através de um polo como o Inovabra Habitat podem transformar o Super em um novo unicórnio brasileiro. Esse é nosso sonho. E ter a validação de um banco como Bradesco, que abriu as portas para nosso startup, é um grande passo rumo ao nosso objetivo”.

O aplicativo tem uma taxa de uso 3% do valor total da compra, utilizado na “manutenção dos nossos trabalhos como atualização da vitrine virtual, a tecnologia envolvida na operação e manutenção dos nossos sistemas que integram com várias plataformas”, comenta o CEO.

O app ainda nos próximos meses deve abraçar várias outras ramificações como farmácias, depósitos, departamentos, calçados, restaurantes e lanchonetes.