Coronavírus » Santa Catarina
Sindicato estadual demonstra preocupação com carteiros por conta do novo coronavírus

Carteiros da empresa dos Correios, Telégrafos e similares em Santa Catarina não estariam sendo bem protegidos da pandemia do COVID-19

23/03/2020 12h32 - Por Carlos Leal

As agências de atendimento aos servidores dos Correios estão suspensas após decreto do Governador Carlos Moisés (PSL), porém o serviço de entregas permanece na ativa. O Sindicato dos Trabalhadores na Empresa dos Correios, Telégrafos e Similares de Santa Catarina (Sintect-SC) mostra-se preocupado com os carteiros da empresa. Os responsáveis pela categoria defendem a suspensão do serviço de entrega e coleta de cartas, alegando a falta de kits de prevenção e exposição dos trabalhadores ao novo coronavírus.

“Conversamos com a categoria sobre a necessidade de preservar nossa saúde, dos familiares e dos clientes. Orientamos para não trabalhar e respeitar quarentena. […] É uma incoerência fechar as agências de atendimento e na contramão obrigar os carteiros a ter o contato direto com as pessoas”, declarou Robson Paladini, responsável do (Sintect-SC) falando em nome do sindicato, como informa o NSC Total.

Robson também fez a seguinte alegação: “Saiu um memorando da empresa onde falaram que vão dar todas as condições, luvas, álcool em gel, máscaras. Mas não é isso que vem acontecendo. Está faltando contrato com pessoal da limpeza e não tem higiene nas unidades. Também não temos kits. Os próprios gestores de unidades compram algumas coisas, mas não fornecidas pela empresa. Se, porventura, tivermos que atender o público, que tenhamos condições”.

A CBN Diário procurou a assessoria dos Correios que garantiu a não autoridade do superintendente regional, Marciano da Silva Vieira para conceder entrevistas. A empresa informa em seu site oficial a não interrupção das atividades em todo o país, assim como que estão tomando incisivas medidas, como a aquisição urgente de kits e insumos de prevenção.

De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores na Empresa dos Correios, Telégrafos e Similares de Santa Catarina (Sintect-SC), servem no estado, por volta de 3,2 mil trabalhadores. Destes servidores, em torno de 1,8 mil exercem na função de carteiros. Segundo especialistas, cada profissional visita em média 200 clientes por dia de serviço.

Levando em consideração os dados citados, o Sintect-SC entrou com ação na justiça para a suspensão das atividades dos funcionários exercendo na função de carteiros.

Fontes: NSC Total; CBN Diário