fbpx
Indaiatuba » São Paulo » Saúde Pública
Segunda manifestação pela aprovação da CPI da Saúde em Indaiatuba

MBL-Indaiatuba e populares protestará em favor de CPI da Saúde pela segunda vez em menos de 15 dias.

14/10/2019 18h14 - Por Felipe Monteiro

(Foto:Mbl Indaiatuba)

Hoje (14/10) às 18h, na sessão da Câmara Municipal de Indaiatuba, por iniciativa do MBL e populares ocorrerá o segundo ato em prol da aprovação da CPI da Saúde.
A cidade conta com um hospital público, um hospital clinico e uma UPA, onde foram constatadas diversas mortes por negligência, incluindo bebês e crianças.
O protesto visa conseguir a última assinatura necessária para que o inquérito seja instaurado.

Duas manifestações em menos de 15 dias

Conforme noticiamos aqui, dia 7/10, manifestantes levaram faixa e apitos para a sessão da Câmara de vereadores em Indaiatuba (SP). Entre eles membros do Movimento Brasil Livre (MBL) da cidade. Na faixa que mostraram no plenário estava escrito “CPI da Saúde já. Gaspar, libere a CPI”.

Durante as falas dos vereadores, os manifestantes chamavam nominalmente cada um dos nove vereadores da situação pedindo para que assinassem a abertura da investigação sobre a área da saúde na cidade. O bloco da oposição, composto por três vereadores, Alexandre Peres (SD), Arthur Spíndola (PV) e Ricardo França (PRP), já assinaram, mas a abertura da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) precisa de, no mínimo, quatro assinaturas.
Segundo pessoas que acompanharam a sessão, os vereadores mais incomodados com as manifestações foram o presidente da Câmara, Hélio Ribeiro (PSB), o Luiz Alberto “Cebolinha” Pereira (MDB) e o ex-presidente e atual segundo secretário da casa, Chiaparine (MDB).