Pará
Saiba quais medidas já estão sendo tomadas no Pará para o combate do Coronavírus

Aulas e eventos estão sendo cancelados em todo o estado

17/03/2020 18h07

Desde a última atualização da Sespa (Secretaria de Estado de Saúde Pública) até o momento temos 51 casos notificados de coronavírus (COVID-19) no estado, destes 26 já foram descartados e 25 estão sendo avaliados, ainda não há nenhum caso confirmado da doença no Pará.

Apesar de ainda não ter nenhum caso confirmado da doença algumas medidas para combater o coronavírus já estão sendo tomadas.

Ontem, o governador do estado, Helder Barbalho (MDB), publicou um decreto relatando as medidas que o Pará vai tomar no combate ao novo vírus.

“Publicamos, ainda nesta segunda-feira (16), por meio de edição extra do Diário Oficial, o decreto que restringimos todo e qualquer evento que tenha mais de 500 pessoas. Os servidores públicos com mais de 60 anos /ou, que estejam dentro do público de maior fragilidade, de maior exposição, que possam ser orientados a trabalhar de suas casas, mas mantendo serviços essenciais. Isso quer dizer que, os serviços de educação, até o momento, não serão suspensos. Vamos aguardar e se eventualmente isto for necessário, revisaremos essa decisão”, relatou Helder Barbalho.

Segundo o governador, “A Sespa vai atuar no monitoramento dos aeroportos, nos terminais rodoviário e hidroviário, nos portos e em todo o lugar que tiver circulação de pessoas que estejam vindo de outros países ou que estejam vindo de outros estados. A Secretaria de Saúde do Estado, em diálogo com as secretarias municipais, estarão com estrutura, junto com a Anvisa, que é o órgão responsável por este trabalho, mas nós estaremos de forma colaborativa, trabalhando conjuntamente para assegurar e garantir que haja uma fiscalização para identificar pessoas que tenham os sintomas, que estas pessoas sejam imediatamente encaminhadas para a realização do plano de contingência já feito pela Sespa desde janeiro passado, que nos deixam a certeza de que o Estado do Pará estará em condições de atender ao momento em que, eventualmente, tenhamos casos confirmados de Coronavírus”.

Leia o decreto na íntegra aqui.

A UFPA (Universidade Federal do Pará) suspendeu as aulas começando no dia 19 março, até o dia 12 de abril, atividade administrativas também foram suspensas.

Além da UFPA, outras universidades também suspenderam suas atividades, como a UFRA (Universidade Federal Rural da Amazônia) que não terá atividades acadêmicas ou administrativas do dia 19 a 27 de março. Cesupa (Centro Universitário do Estado Pará), Unama (Universidade da Amazônia) e alguns núcleos do IFPA (Instituto Federal do Pará) também seguem na mesma linha, sem aulas ou atendimento ao público.

O TJPA (Tribunal de Justiça do Pará), afirmou que está cancelado eventos do tribunal com mais de 100 pessoas, também suspendeu o atendimento ao público para a maioria dos serviços, excetuando os que não puderem ser efetuados de maneira eletrônica. Quanto aos julgamentos serão restritos e exclusivos as pessoas envolvidas.

O TRT (Tribunal Regional do Trabalho) também suspendeu o atendimento ao público, assim como eventos, viagens e reuniões.

Hoje, em reunião a Federação Paraense de Futebol (FPF) e os clubes paraenses decidiram manter o Campeonato Paraense 2020, entretanto os jogos não serão abertos as torcidas.

Já foram cancelados voos de Belém com destino Paramaribo, capital do Suriname, o país está atualmente com suas fronteiras fechadas.

Alguns locais turísticos da capital como Hangar, Mangal, Estação das docas adiaram eventos marcados, além disso o Museu Paraense Emílio Goeldi suspendeu suas visitações até o dia 30 de abril devido ao coronavírus.

Em Belém, abrigos de idosos restringiram as visitações e todos que puderem entrar deverão passar por uma criteriosa higienização.

Ainda sobre Belém, o prefeito, em nota, disse que ainda não há necessidade de paralisar eventos de massa, já que nenhum caso do COVID-19 foi confirmado no estado e que o município está tomado as devidas recomendações do Ministério da Saúde (MS). Além estão divulgando o aplicativo feito pelo MS para ajudar na triagem de pessoas que apresentem os sintomas do novo vírus.

Baixe aqui o app: Android e iOS.

Prefeitura de Rio Maria, cidade no interior do Pará, suspendeu aulas da rede municipal de ensino, após casos suspeitos de coronavírus aparecerem na cidade.

Como medidas individuais, segundo o Ministério da Saúde, algumas medidas preventivas podem ser tomar como: lavar as mãos com frequência ou utilizar álcool gel, evitar locais fechados, evitar locais com muita gente, não tocar boca, nariz ou olhos estando com as mãos sujas, utilizar máscaras, principalmente, quando não puder evitar locais com aglomerações, entre outras maneiras.