Coronavírus » Rio Grande do Sul
Rio Grande do Sul já tem 71 casos confirmados de COVID-19

Eduardo Leite adotou novas medidas restritivas, como interdição de praias. Confira.

22/03/2020 06h30

Dados divulgados pela Secretaria da Saúde do Rio Grande do Sul neste sábado (21), dão conta de 71 casos confirmados de contaminação pelo novo coronavírus. Outros 260 casos são considerados suspeitos, e 502 já foram descartados. Há ainda 768 notificações pendentes de análise. E a morte de uma mulher, em São Leopoldo, está sendo investigada, pois há suspeita de se tratar de um caso não notificado da doença.

Os casos confirmados se dividem entre 24 Municípios gaúchos. Confira a seguir:

  • Alvorada – 02
  • Bagé – 03
  • Bento Gonçalves – 02
  • Campo Bom – 02
  • Canoas – 02
  • Carlos Barbosa – 01
  • Caxias do Sul – 02
  • Charqueadas – 01
  • Dois Irmãos – 01
  • Eldorado do Sul – 01
  • Erechim – 03
  • Estância Velha – 01
  • Estrela – 01
  • Farroupilha – 01
  • Ivoti – 02
  • Lajeado – 01
  • Porto Alegre – 35
  • Santa Maria – 01
  • Santana do Livramento – 02
  • São Leopoldo – 01
  • Serafina Correa – 02
  • Taquara – 01
  • Torres – 02
  • Viamão – 01

Após o decreto de estado de calamidade pública no RS, o governador Eduardo Leite editou novas medidas para conter o avanço da pandemia de coronavírus pelo Estado. Veja algumas delas:

  • Interdição de Praias – Documento assinado na sexta e publicado em edição extra prevê, entre outras ações, a interdição das praias do Litoral gaúcho. “Não é veraneio e nem férias. É isolamento. Por isso, determinamos o fechamento de todas as praias, inclusive as de água doce”, disse Leite.
  • Restrição no transporte interestadual e na fronteira – Regulamentação do transporte de pessoas que exerçam determinados tipos de atividades em outros Estados. Proibição da entrada de veículos de outros Países em território gaúcho.
  • Abastecimento de serviços essenciais – Prestadores de serviços essenciais, como assistência médica, fornecimento de energia elétrica e água, tratamento de esgoto e segurança devem manter o funcionamento normal de suas atividades. “Estamos garantindo que não haja desabastecimento e que os serviços essenciais continuem funcionando“, explicou o governador.
  • Alteração no Plano de Contingência, que consiste numa atualização da Secretaria da Saúde decidiu acerca da previsão de ampliação da estrutura, prevendo 216 novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) a serem distribuídos pelo Estado. O número total de leitos do SUS, que era de cerca de mil, passará de 1,2 mil. Contratação direta de 78 novos equipamentos, como respiradores. Ministério da Saúde contribuiu com a locação de 30 leitos, dez dos quais já foram instalados em Canoas.
  • Restrição do horário de funcionamento das lojas de conveniência nos postos de combustíveis em todo o Estado, exceto nos que estão localizados em rodovias. As lojas podem ficar abertas apenas entre 7h e 19h, de segunda a sábado. Aos domingos, a abertura está proibida. Contudo, o decreto não inclui restrição ao horário de funcionamento das bombas de abastecimento de combustíveis, que podem seguir sendo acessadas normalmente.

Núcleo estadual do Movimento Brasil Livre.