Paraíba
Ricardo se diz arrependido de ter indicado João para o suceder, pois ele “sobrevive de restos “

Será que é verdade ou só teatrinho barato?

13/03/2020 20h57

O ex-governador da Paraíba que usa tornozeleira eletrônica, isto é, Ricardo Coutinho (PSB), afirmou estar arrependido de ter indicado o atual governador do estado, João Azevêdo (Cidadania), para as eleições estaduais de 2018. Em entrevista concedida à rádio Sanhauá hoje (13), Ricardo declarou que houve mentira e que viu as digitais do atual chefe de estado da Paraíba na denúncia contra ele.

“Eu li a denúncia de prisão contra mim e encontrei ali na denúncia as digitais do atual governador do Estado. Eu encontrei ali dentro, por exemplo, uma afirmação de que eu teria imposto um nome. A coisa não foi assim, ela foi deturpada. Como ninguém ouviu oficialmente ninguém, a coisa foi repassada. E esse diálogo foi entre eu e ele”, afirmou o ex-governador.

“No caso do Governo do Estado, tenho um profundo pesar em falar sobre isso. O atual governo sobrevive dos restos do meu governo. Inaugurou ontem uma escola em Santa Cruz. Eu construí a escola”, relatou ele, atacando João.

“A única coisa que eu queria era que ele [João] continuasse o projeto e sem se curvar a quem quer que seja e, ao mesmo tempo, respeitando os parâmetros que o povo elegeu”, acrescentou o ex-presidiário hoje investigado pela Calvário.

” O governo (atual) está vivendo dos restos do governo Ricardo Coutinho. O que tinha de bom, eles estão esvaziando, tirando a alma e deixando só a carcaça. Eu acho que o poder atrai muita gente. Eu sei que tem gente que é de ocasião, daqui a pouco vão querer estar junto de novo”, concluiu ele.

Somos o MBL News Paraíba. Nossa missão é combater a corrupção, o coronealismo e todos os traços da velha política em nosso estado e no país.