Política » Rio Grande do Norte
Professor da UFRN sugere fuzilar professores de direita

Por Etny Wesley04/02/2020 Na primeira terça-feira do mês, 04/02/2020, o porta-voz do MBL-RN, Henrique Neiva, fez uma

04/02/2020 19h24

Por Etny Wesley
04/02/2020

Na primeira terça-feira do mês, 04/02/2020, o porta-voz do MBL-RN, Henrique Neiva, fez uma denuncia ao MPF (Ministério Público Federal) por professor universitário fazer apologia à violência, comentando em fuzilar seus colegas de docência.

O professor de direito, Mario Trajano escreveu um comentário em uma publicação no perfil de Wellington Duarte, nesse ultimo domingo dia 02/02/2020. O mesmo afirmou publicamente em seu comentário, a prática criminosa de fuzilar seus colegas de docência apenas por apoiar a gestão econômica do atual governo do presidente Jair Bolsonaro.

O professor escreveu o seguinte o comentário:

Muitos deles, Companheiros (sic), imbecis,apoiaram a eleição do filho das trevas que ocupa o planalto.”

“Muito dos nossos colegas de docência, Professor, apoiaram o golpe de 2016 e a eleição fraudada de 2018. Eles são traidores da Pátria! Sinceramentee (sic), camarada, creio-nos como inimigos da Pátria Brasileira e tenho a absoluta certeza que em uma revolução popular vitoriosa esse tipo de gente , inimiga do Brasil,deveria ser fuzilada! Viva a Revolução! Viva a Pátria Brasileira!”.

Como apologia à violência e a prática de crimes está previsto em lei no artigo 286, o professor ficará no aguardo da justiça e pagará pelo seus comentários.