São Paulo
Prefeitura gasta menos da metade do orçamento para reformas nos corredores de ônibus

No mesmo período, houve um aumento das reclamações referentes à pavimentação e buracos

30/01/2020 17h35 - Por Antonio Glenio

Da verba designada pelo orçamento de 2019 para a manutenção de corredores de ônibus na capital, apenas 42% foi utilizada, não tendo sido apresentada justificativa por não ter sido utilizado a totalidade, mesmo a Prefeitura sabendo da precariedade dos corredores na capital. No mesmo período, foi registrado um aumento de 32% das reclamações referentes à pavimentação e buracos.

Mesmo a prefeitura tendo à disposição uma verba de R$ 195.4 milhões exclusiva para reformas nos corredores de ônibus, foi utilizado somente R$81.7 milhões, e os problemas não foram solucionados. Muitos motoristas de ônibus relataram problemas no trajeto do corredor e nos pontos.

A situação do asfalto na cidade de São Paulo, é um constante problema para todos os motoristas. Os transtornos são muitos, e a resposta do poder público é muito tardia, além de não resolver os problemas. É muito comum consertarem os buracos e em pouquíssimo tempo, o problema ressurge.

Enquanto isso, o prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), possui um orçamento destinado apenas para resolver esse tipo de problema, que existe em grande número da capital. Ele fez uso de menos da metade, sem explicar a não utilização do restante, e a parcela gasta foi mal utilizada, já que o problema persiste. Enquanto isso, o povo paulistano continua pagando seus impostos, que são muitos, para ter esse retorno terrível do poder público.

Parece que maus investimentos são uma marca registrada do “desserviço” da gestão de Bruno Covas (PSDB), na cidade de São Paulo.

Revisores: Lucas Mehero.