Rio Grande do Sul
Prefeitura de Garibaldi abre sindicância para apurar irregularidades em licitação

Em nota, a Prefeitura informou que vai apurar a compra de equipamentos pelo triplo do valor de mercado.

20/01/2020 23h10 - Por Camila Greff

A Prefeitura de Garibaldi/RS decidiu abrir sindicância para investigar possível irregularidade em processo licitatório referente à compra de produtos pelo triplo do valor de mercado. O edital foi aberto pela Administração Pública do Município em 12 em novembro do ano passado, na modalidade menor preço unitário, para a aquisição de equipamentos e material permanente.

Dentre os 21 produtos descritos no instrumento licitatório, um deles versava sobre a aquisição de 40 aquecedores de ambiente portáteis, com potência de 1500 a 2000 watts. A empresa vencedora, situada em Giruá/RS, vendeu os equipamentos pelo preço unitário de R$ 275, totalizando R$ 11 mil apenas para os climatizadores. Contudo, a população local fez uma pesquisa de mercado que comprovou que o valor unitário médio do referido produto é, em média, R$ 93.

Em comunicado, a Prefeitura anuncia que abrirá sindicância para averiguar os fatos e que ainda não efetuou o pagamento dos aquecedores. O ente municipal informa que seguiu as orientações sobre valor máximo previstas para a aquisição dos equipamentos. Confira a nota na íntegra:

“A Prefeitura de Garibaldi informa que ainda não efetuou o pagamento dos aquecedores solicitados por meio do Pregão 117/2019 e será aberta sindicância para apuração. Para a aquisição dos mesmos, a Prefeitura seguiu a Renem (Relação Nacional de Equipamentos e Materiais Permanentes) para o SUS do Ministério da Saúde, que dá a especificação do equipamento, bem como sugere o valor máximo de aquisição, o que pode ser consultado no site do Ministério: https://consultafns.saude.gov.br/#/equipamento”.

Continue lendo…