fbpx
São Paulo
Prefeito de Indaiatuba é condenado com perda de cargo

Ex-prefeito e empresas também foram condenados por improbidade administrativa

25/09/2019 11h55 - Por Felipe Monteiro

(Foto: Jornal Metropole Indaiatuba)

A 2°vara civil de Indaiatuba condenou o prefeito, Nilson Gaspar (MDB) à perda do cargo, à suspensão dos direitos políticos por oito anos e ao pagamento de uma multa no valor equivalente a 40 vezes sua remuneração à época dos fatos por crime de improbidade administrativa, a decisão foi proferida na Segunda-Segunda-feira dia (23).
Também foram condenadas mais três pessoas e três empresas, incluindo o ex-prefeito de Indaiatuba Reinaldo Nogueira, no qual foi sentenciado à perda de funções públicas e direitos políticos por dez anos.

O prefeito Nilson Gaspar só deve deixar o cargo quando não houver mais possibilidade de recursos. Com a denúncia oferecida pelo ministério público , o ex-prefeito Reinaldo Nogueira através da empresa Bela Vista com a empresa Ampla, tinha sede em imóvel pertencente a Reinaldo, ocultado em nome de sua companheira, Cristiane Leslie, cujo irmão era administrador. A Bela Vista fora constituída e teve seu capital social integralizado por imóvel desapropriado por Reinaldo. Iniciada a sociedade com a Bela Vista, a Ampla foi contratada tanto pela administração municipal quanto pelo Saae (sistema autônomo de água e esgoto) para a prestação de serviços diversos. À época, o superintendente do Saae era Gaspar, atual prefeito do município, que mantinha estreito relacionamento com Silva.

Na mesma ação, a Ampla foi condenada à perda de valores acrescidos ilicitamente ao patrimônio (R$ 5,1 milhões, mais juros e correção), enquanto Reinaldo Nogueira também foi sentenciado à perda de função pública e dos direitos políticos por 10 anos e pagamento de multa.
Fonte: G1