Rio Grande do Sul
Preço dos combustíveis é culpa apenas do Governo?

Polícia investiga supostas irregularidades em postos de combustíveis do Estado.

13/02/2020 23h52 - Por Renan Della Costa

Um inquérito policial será aberto, em virtude de supostas irregularidades em um posto de combustíveis de Caxias do Sul. Isso surge após a Operação Combustível Legal ter sido deflagrada na semana anterior. A ação, realizada em conjunto com o Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), identificou irregularidades em um estabelecimento no bairro São Pelegrino.

Em Caxias, ocorreu a operação na manhã do último dia 5. Dos 16 bicos de abastecimento, oito apresentaram erros acima do permitido, ocasionando a entrega de menos combustível do que o comercializado pelo posto. Assim, as bombas que consideradas irregulares foram interditadas pelo Inmetro até a correção das irregularidades apontadas. A fraude em bombas de combustíveis significa que o consumidor está pagando por uma quantidade do produto maior do que a que realmente foi colocada em seu veículo.

O posto poderá responder por crimes contra a ordem econômica e contra as relações de consumo. O delegado Wagner preferiu não revelar o nome do posto fiscalizado em Caxias. A previsão é que o inquérito seja concluído em 30 dias.

A Operação Combustível Legal foi realizada também nas cidades de Passo Fundo e Getúlio Vargas. Em Passo Fundo, o Inmetro constatou que a verificação volumétrica estava correta, porém, os policiais civis verificaram indícios de que o lacre do acesso à regulagem da vazão de combustível nos bicos, estaria frouxo, permitindo o acesso ao mecanismo que regula a quantidade de vazão de combustível. O instrumento foi interditado e o estabelecimento comercial submetido a sanções administrativas.

Dicas para evitar problemas:

  • abasteça em postos de confiança;
  • desconfie de preços muito baixos;
  • mantenha a manutenção do seu carro em dia;
  • tenha por hábito medir o consumo do seu carro;
  • saiba quantos litros cabem no tanque do seu carro;
  • confira o valor e os litros do abastecimento.

Fonte: Jornal O Pioneiro.