São Paulo
Por ofensa racista, Ciro Gomes terá carro penhorado para pagar indenização ao vereador Fernando Holiday

O pedetista afirma que irá recorrer da decisão

28/01/2020 11h25 - Por Rodrigo Vieira

Ciro Gomes – Foto: Metrópoles

O pedetista Ciro Gomes (PDT-CE) terá seu carro, uma picape Hilux da marca Toyota, penhorada para pagar indenização por danos morais ao vereador e coordenador nacional do Movimento Brasil Livre (MBL), Fernando Holiday (DEM-SP), de acordo com a decisão do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) na segunda-feira (27).

A ação será feita por meio do sistema de Restrições Judiciais sobre Veículos Automotores (Renajud), que é uma ferramenta eletrônica que pertence ao Judiciário e Departamento Nacional de Trânsito.

Ciro Gomes foi condenado, em fevereiro de 2019, a pagar R$ 38 mil de indenização por danos morais à Holiday por tê-lo chamado de “capitãozinho do mato” quando ainda era candidato a presidência da República em 2018. Após a condenação em primeira instância, já em junho do mesmo ano, Ciro Gomes reiterou, deliberadamente, a ofensa racista em um programa ao vivo na rádio Jovem Pan. E ainda completou: “A pior coisa que tem é um negro que é usado pelo preconceito para estigmatizar, que era o capitão-do-mato no passado”.

Nesta segunda (27), em seu twitter, Holiday declarou: “Quando Ciro Gomes me ofendeu de forma racista no meio da campanha presidencial de 2018, ele pensou que eu fosse esquecer como tantos fizeram ao processá-lo. Hoje ele perde um carro, mas valor algum pagará o racismo putrefato que a esquerda brasileira se utiliza e Ciro personifica”.

A pergunta definitiva para sabermos se houve racismo ou não é: Ciro Gomes teria se referido a Fernando Holiday como “capitãozinho do mato” se o vereador fosse branco?

Em entrevista ao G1, Ciro afirmou que recorrerá a decisão.

Revisores: Felipe Donadi.

Fonte: G1