Lava Jato » Rio de Janeiro » STF
PGR poderá deixar a delação de Cabral suspensa

A medida será tomada até que o STF discuta sobre a homologação.

11/02/2020 12h03

A Procuradoria-Geral da República deverá deixar a delação do ex-governador do Rio, Sérgio Cabral, suspensa até uma posição final do Supremo Tribunal Federal sobre a homologação do acordo, segundo o site O Antagonista

Caberia à PGR definir as frentes de investigação e todo o processo após a homologação da delação premiada pelo Ministro do STF Luiz Edson Fachin.

Ainda segundo O Antagonista, o Procurador-Geral da República, Augusto Aras, deverá pedir a suspensão do acordo. O recurso do chefe do Ministério Público Federal apontará que o acordo não trouxe novidades , não avançando nas investigações da Lava-Jato no Rio de Janeiro e no Paraná. Os R$380 milhões que Cabral se comprometeu a devolver, já haviam sido bloqueados durando a Operação Eficiência e retornado aos cofres públicos.

Jornalista formado pela UniverCidade, pós-graduado em Sociologia, Política e Cultura pela PUC-Rio. Formado em cinema pela New York Film Academy. Um liberal de direita que luta desde sempre pelos ideais que acredita.