Coronavírus » São Paulo
Paralisação do transporte público em Sorocaba pega população de surpresa

Sindicato dos Transporte ordenou o recolhimento da frota na cidade as 11h (23/03) em virtude do coronavírus de forma arbitrária.

23/03/2020 17h41 - Por Bruno Talaia Gebaile

Transporte coletivo para por 15 dias em Sorocaba — Foto: Divulgação

Na manhã desta segunda-feira (23) houve a paralisação total do transporte público na cidade de Sorocaba, a medida se deu por consequência da propagação do coronavírus (Covid-19) na região, por meio de nota oficial o Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba e Região informou o recolhimento da frota, decisão arbitrária do Sindicato implicará em problemas aos usuários que dependem do transporte público.

Em nota o Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba e Região fundamentou a decisão com base em orientações de isolamento social oriundas do Ministério da Saúde, entretanto, fazer a paralisação de toda a frota de ônibus da cidade resultará em consequências insatisfatórias no momento em que estamos vivendo, diversos profissionais da saúde utilizam diariamente o transporte público para chegar até os Hospitais e Unidades de Pronto Atendimento, nos quais estão sendo realizadas as condutas terapêuticas e o recebimento de pacientes suspeitos de coronavírus na cidade.

Além disso, por decisão autocrática e sem levar em consideração a decretação de calamidade pública por parte da Prefeitura de Sorocaba, o Sindicato incorre mais uma vez na demonstração de que os interesses do próprio grupo estão sendo valorizados, enquanto suprime e se omite quanto às necessidades da população que mais depende do transporte público, vale ressaltar que por enquanto não existem casos confirmados da doença na cidade.

Ademais, diversas cidades, em função da pandemia causada pelo novo coronavírus (Covid-19) e atendendo às recomendações do Ministério da Saúde, criaram linhas especiais para o deslocamento de profissionais tanto da saúde quanto de outras áreas que não podem ser interrompidas, fazendo com que reflita em isolamento social para os indivíduos que não necessitam do transporte neste momento de pandemia, bem como, não prejudique aqueles que estão na linha de frente da batalha contra essa enfermidade.Há relatos de profissionais das áreas da saúde e segurança pública que ficaram sem transporte e não puderam ir trabalhar devido a paralisação.

Conforme decisão, a Prefeitura de Sorocaba se posicionou veemente contra a paralisação, o Movimento Brasil Livre de Sorocaba requisita mais informações do poder público quanto essa problemática, uma vez que a população não pode ser prejudicada neste momento delicado, em que pese ser uma adversidade que toda humanidade está passando.

Atualização

O Sindicato após diversas reclamações da população nas redes sociais liberou a seguinte nota:
“Em Sorocaba, Sindicato dos Rodoviários manterá em funcionamento transporte exclusivo para profissionais na saúde pública e segurança pública durante este período da pandemia do coronavírus.

O transporte funcionaria em formato de fretamento, percorrendo os principais corredores de Sorocaba em horários que atendam a entrada e saída dos profissionais da saúde e segurança públicas. As empresas de transporte urbano em Sorocaba, STU e Consor, já aceitaram a proposta e aguardam uma definição do poder público local.

Transporte especial poderá ser colocado em prática nos demais municípios, basta o poder público de pronunciar.”

Infelizmente o Sindicato em sua decisão unilateral não pensou nos trabalhadores que trabalham no setor de comércio de alimentos, indústria alimentícia,medicamentos e farmácias, que continuam trabalhando normalmente para manter a sociedade funcionando.