fbpx
Alego » Goiás
Orçamento anual de Goiás tem déficit previsto de R$ 3,59 bi para 2020

A arrecadação estimada é de R$ 29,4 bilhões, já a despesa fixada é de R$ 32,9 bilhões. Gasto maior estimado é com a previdência.

03/10/2019 15h30

Com um déficit previsto de R$ 3,59 bilhões para 2020, o processo de nº 5891/19, que apresenta o Orçamento do Estado, foi protocolado na Assembleia Legislativa do estado de Goiás (Alego). Elaborada anualmente, a Lei Orçamentária Anual (LOA) explicita como serão dados para o próximo ano a arrecadação de recursos e o emprego dos mesmos que, segundo site da Alego, está estimada no valor de R$ 29.382.735.000. Já a despesa total fixada é de R$ 32.980.544.000. Há, portanto, um déficit previsto para 2020 de R$ 3.597.809.000, e apenas com despesas obrigatórias, o déficit projetado é de R$ 2.089.192.000. Ou seja, a projeção para o ano que vem é que as despesas obrigatórias consumam a totalidade das receitas desvinculadas, comprometendo em 112% essas receitas.

Dos R$ 32,9 bilhões de despesa, estimadas na LOA, R$ 18,6 bilhões são com folha de pagamento e encargos sociais (58,7% da despesa total). Do total de despesas com folha de pagamento, o Regime Próprio de Previdência dos Servidores Públicos (RPPS) consumirá em 2020 R$ 4,7 bilhões, cerca de 24,9% do total gasto com folha. Enquanto o Regime Próprio de Previdência Militar (RPPM) consumirá R$ 1,5 bilhão, ou 7,8% do total gasto com folha. Na folha de ativos, a pasta que mais gastará será a educação, com 29,3% das despesas, seguida da Polícia Militar (21,2%) e da Secretaria de Economia (7,5%).

O subsecretário de Planejamento e Orçamento da Secretaria da Economia, Eduardo Vieira Scarpa, disse em entrevista coletiva que é o segundo ano consecutivo que a LOA traz déficit orçamentário. “Não dá para atribuir a somente um fator o déficit orçamentário, mas o gasto previdenciário é, sem dúvida, o que mais contribui com este quadro”, afirmou Scarpa.

Química Industrial, Tatuadora, Desenhista, Cristã Reformada e aspirante a Teóloga.