fbpx
Goiás
Operação Tractamus: Polícia prende 5 dos 9 vereadores de Araguapaz-GO por esquema de corrupção

Parlamentares são investigados por associação criminosa, corrupção passiva e ativa, além de falsidade ideológica. Eles teriam cobrado dinheiro para não votar pelo impeachment da ex-prefeita da cidade.

18/09/2019 11h27

Uma operação conjunta entre Polícia Civil, Federal e Militar prendeu 5 dos 9 vereadores do município de Araguapaz, em Goiás, na manhã desta terça-feira (17). Segundo as investigações da Operação Tractamus, eles são suspeitos de cobrar propina à ex-prefeita da cidade, Márcia Bernardino de Souza (MDB), para votar contra dois processos que a afastaria do cargo, incluindo um processo de impeachment.

A denúncia de extorsão teria partido do marido da então prefeita José Segundo Rezende Júnior, que também já foi prefeito da cidade e curiosamente também é investigado, pois segundo a polícia, também teria oferecido dinheiro aos vereadores para votar contra o impeachment. As investigações apontaram que José Segundo mudou de ideia e entregou o esquema pra polícia, porque em agosto, mesmo com a negociação, a mulher dele teve o mandato cassado por desvio de verbas no transporte escolar.

A negociação que chegou a R$ 500 mil e teria sido intermediada pelo secretário de obras do município, Paulo Sérgio Ferreira Nunes, que também foi preso. Foram presos os vereadores Egnaldo José de Carvalho (PSDB), Pedro da Silva Souza (DEM), Frederico Antônio Monteiro (PHS), Derci Francisco Cardoso (PSDB) e Fábio Divino Cardoso (DEM). Além dos vereadores o presidente da Câmara do Município, Célio Ferreira Nunes, também teve a prisão decretada mas segue em liberdade porque se recupera de uma cirurgia.

Química Industrial, Tatuadora, Desenhista, Cristã Reformada e aspirante a Teóloga.