fbpx
Educação » Goiás
Nem o descontingenciamento resolverá déficit na UFG

Apesar do MEC ter desbloqueado a verba para a educação, a Universidade Federal de Goiás ainda terá dívidas de R$ 16 milhões.

22/10/2019 16h34

Apesar do ministro da educação, Abraham Weintraub, ter anunciado na última sexta-feira (18) o descontingenciamento das verbas das universidades e institutos federais, o Reitor da Universidade Federal de Goiás (UFG), Edward Madureira, admitiu que a medida não será suficiente e ainda terá que pagar cerca de R$ 16 milhões de déficit de 2 meses acumulado.

O Reitor relata que as instituições federais têm passado por cortes no orçamento desde 2014, mas a UFG não parou de aumentar seus gastos, por causa da criação de novos cursos, ampliação de pesquisas, construção de novos prédios. Ele explica que, para a universidade sobreviver em 2020, teria de ter uma garantia de R$ 100 milhões sem contingenciamento.

O orçamento anual será votado no Congresso Nacional nas próximas semanas e a verba das universidades seguirá com o teto de gastos, ou seja, será o orçamento deste ano reajustado com a inflação.

Química Industrial, Tatuadora, Desenhista, Cristã Reformada e aspirante a Teóloga.