Coronavírus » São Paulo - Cidade
Negligência no hospital Sancta Maggiore

Vigilância sanitária constata irregularidades no hospital Sancta Maggiore

20/03/2020 15h53 - Por Pedro Henrique Ribeiro

Inspeção realizada no hospital Sancta Maggiore indica que nos últimos dois dias houve casos suspeitos de coronavírus não informados, impedindo assim, que as medidas necessárias sejam tomadas.

Hoje, o Brasil contabiliza um total de 7 mortes, sendo 5 delas na capital paulista, todas dentro do hospital chefiado pela rede Prevent Senior, segundo a Secretaria da Saúde, o hospital terá como resultado de suas irresponsabilidades e irregularidades, sanções.

“Uma inspeção da Vigilância Epidemiológica no Hospital Sancta Maggiore constatou a existência de casos suspeitos de coronavírus não notificados, incluindo casos que levaram pacientes à morte por COVID -19. A Coordenadoria de Vigilância em Saúde (COVISA) coletou informações sobre estes casos, durante a inspeção, e fará o contato para acompanhamento das pessoas que tiveram contato próximo com os casos suspeitos de coronavírus não notificados pelo hospital. Após a conclusão do relatório de inspeção, a COVISA vai instaurar um processo sanitário que resultará em sanções à empresa”, afirmou a nota oficial da secretaria municipal.

Apesar disso, a empresa nega e diz que faz repasses diários da real situação. A vigilância sanitária questiona como são feitos esses repasses, sendo que em relato para a globo familiares dizem que não foram informados da morte do primeiro paciente.

Ademais, as inspeções indicam que o hospital está super lotado e com insuficiência de funcionários. Diversas reclamações por parte dos familiares dizendo que não são informados sobre a natureza da morte, permitindo o convívio usual entre eles.

Revisores: Felipe Donadi.

Fonte: G1 e Folha de São Paulo.