fbpx
Infraestrutura » Mongaguá » São Paulo » Trânsito
Moradores de Mongaguá abrem rua por conta própria

Após muitas promessas de agentes políticos, moradores da rua São Vicente se reuniram para abrir o final da rua.

24/10/2019 19h20 - Por Fernando Martinelli

Foto do local (Foto:Lilian Caroline)

Após diversas promessas que não foram cumpridas de vereadores e do prefeito de que o final da rua São Vicente, no Regina Maria, em Mongaguá, seria aberto, 38 moradores se reuniram para trabalhar na abertura da rua.
A rua chega até a metade, onde tem água encanada e luz elétrica. Da metade para o fundo a passagem é feita por uma viela.

Segundo a moradora Lilian Caroline, os moradores do fundo da rua conseguem água através de poço semi artesiano e a luz é emprestada dos vizinhos. No local não entra ambulância e não tem policiamento e por isso moradores chegaram a ser assaltados 10 vezes em menos de 2 dias.

Foto do local (Foto:Lilian Caroline)

O presidente da Câmara dos Vereadores, Carlos Cafema (PRP) fez um requerimento solicitando à Elektro que leve energia elétrica aos moradores do fim da rua, mas os moradores não obtiveram resposta.
Por este motivo, decidiram não contar mais com a prefeitura para resolver seus problemas e começaram a abrir a rua. Até o momento já foram colocados 16 caminhões de entulho, totalizando R$ 6 mil. Ainda faltam 10 caminhões para que a rua fique nivelada, totalizando quase R$ 4 mil.

(Foto:Lilian Caroline)

Segundo moradores, em 2018, quando assumiu interinamente a prefeitura, Rodrigo Casa Branca (PSDB) aterrou parte da rua, mas não chegou ao final dela.

Quando questionada sobre como farão o resto da rua, Lilian comenta que será por conta própria porque até o momento não tiveram ajuda dos políticos da cidade. Disse ainda que o prefeito Márcio Cabeça (PRB) tem que “esquecer um pouco os campos de futebol que ele está dando caminhão de aterro limpo e lembrar da rua São Vicente que nem ambulância entra”.

Foto do local (Foto:Lilian Caroline)