São Paulo
Milhares de mulheres em SP aguardam o recebimento do auxílio-maternidade

No estado de São Paulo, cerca de 7 mil mulheres sofrem com o atraso do INSS para liberar o auxílio-maternidade

10/02/2020 14h44 - Por Antonio Glenio

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) continua enfrentando problemas em sua administração. No estado de São Paulo, cerca de 7 mil mulheres sofrem com o atraso do INSS para liberar o auxílio-maternidade.

Desde 2017, durante o governo Michel Temer, o INSS vem sofrendo reformulações para conter os gastos, já que foi entregue pela gestão do Partido dos Trabalhadores (PT) como um caos orçamentário para o governo.

O atual governo pretende promover contratações para auxiliar nas grandes filas que o INSS apresenta hoje. Dentre as contratações, o governo afirmou que serão tanto de pessoas civis, sendo eles, servidores federais aposentados, quanto de militares.

A ideia de enviar militares para trabalhar no INSS apresenta certa resistência, pois alega-se que militares não são treinados para servir em órgãos civis, e levaria tempo para aprenderem como opera o local.

Revisores: Felipe Donadi.

Fonte: G1