Rio de Janeiro
Médico avisa que população do Rio deve evitar consumo e contato com água turva da Cedae

Moradores das Zonas Norte e Oeste reclamam da água com cor de barro, cheiro e gosto estranhos

07/01/2020 09h16

Desde sexta-feira (3), moradores das Zonas Norte e Oeste estão reclamando da água da Cedae, estatal responsável pelo setor no Rio de Janeiro. Segundo eles, a água tem saído turva, com gosto e cheiro estranhos.

Ouvido pela TV Globo, o infectologista da UFRJ, Edmilson Migowski, avisa que a população destas regiões devem evitar usar a água para beber e para preparar alimentos:

“A princípio, uma água que tem cor, sabor e cheiro, não é uma água própria para o consumo humano. Deve manter a água distante dos olhos, da boca e da ingestão. Após a normalização do abastecimento, deve lavar a caixa d’água porque o sedimento que está chegando as torneiras fica acumulado. Então, é preciso fazer uma boa higienização da caixa d’água, antes de voltar a consumir essa água”, disse o infectologista.

Migowski ainda alerta que a água não deve ter contato com mucosas, como olhos, boca e nariz, pois bactérias e vírus podem penetrar no organismo por elas.

“Quando fervida pode matar vírus, bactérias e protozoários. Mas isso não tira as impurezas. E se houver produtos químicos, a fervura não vai ser suficiente para melhorar a qualidade da água. Não vai ter problemas usar para lavar roupa, dar descarga, fazer limpeza. Mas se realmente tiver muito sedimentos é possível que as roupas fiquem amareladas”, disse Migowski.

José Amorim, morador de São Cristóvão, zona norte do Rio, disse à TV Globo, que a água tem gosto de lama.

“Sou do interior e já tive problemas com água lá. É o mesmo gosto agora, gosto de lama”, disse Amorim.

Já segundo outra moradora de São Crisóvão, a filha teve ardência nos olhos ao tomar banho e ânsia de vômito ao escovar os dentes.

Porém, segundo a Cedae, 150 amostras foram coletadas nesta segunda-feira (6) e estão dentro do padrão de potabilidade.

Jornalista formado pela UniverCidade, pós-graduado em Sociologia, Política e Cultura pela PUC-Rio. Formado em cinema pela New York Film Academy. Um liberal de direita que luta desde sempre pelos ideais que acredita.