Goiás
Justiça nega pedido para proibir Caiado de falar mal de Marconi Perillo

Decisão ocorreu na Justiça paulista, já que Marconi Perillo se mudou para São Paulo após as eleições de 2018

09/01/2020 13h37

A Justiça de São Paulo negou pedido do ex-governador de Goiás Marconi Perillo (PSDB) para que o atual governador, Ronaldo Caiado (DEM), pagasse indenização por danos morais e fosse proibido de ofender o tucano em público, informa a Crusoé. Na ação, Marconi questionou o conteúdo das declarações realizadas por Caiado em agosto de 2019 e exigiu que Caiado não se referisse a casos de corrupção investigados em Goiás.

A decisão foi assinada pela juíza Priscilla Bittar Neves Netto, da 32ª Vara Cível do Foro Central Cível da Comarca de São Paulo, que reconheceu o direito do atual governador de Goiás de criticar indícios de corrupção praticados na gestão anterior. Nega também indenização por danos morais em razão das declarações de Caiado, por reconhecer seu direito de manifestação do pensamento. Decisão essa que ocorreu na Justiça paulista, já que Marconi Perillo se mudou para São Paulo após as eleições de 2018.

Química Industrial, Tatuadora, Desenhista, Cristã Reformada e aspirante a Teóloga.