Rio de Janeiro
Justiça Federal manda interditar arenas olímpicas no Rio de Janeiro

A interdição deve ser feita num prazo de 48 horas.

16/01/2020 11h18 - Por Mauro Gabriel

Na última quarta-feira (15 de Janeiro), a Justiça Federal determinou a interdição das arenas construídas para a olimpíada do Rio em 2016.

A decisão ocorreu após o Ministério Público Federal fazer um pedido afirmando que essas construções não poderiam ser utilizadas por causa da ausência de licenças que atestam os requisitos de segurança desses locais, Como a vistoria do Corpo de Bombeiros.

De acordo com o MPF: “a Autoridade de Governança do Legado Olímpico, a AGLO – autarquia federal responsável pelo gerenciamento e cuidado das instalações olímpicas – foi extinta em junho do ano passado, o que contribuiu para o estado de abandono dos locais, tendo havido furto de equipamentos e cabos de energia”.

A prefeitura comunicou que vai recorrer da decisão.

Já o Corpo de Bombeiros informou que: “os equipamentos estão com a documentação válida e que as licenças permitem a utilização dos espaços, além de regular lotação e demais exigências previstas na legislação de segurança contra incêndio e pânico”.