São Paulo
Janaína Paschoal elogia trabalho feito pela Sabesp de Franca-SP

Em nota publicada em suas redes sociais durante o último domingo (19/01) a Deputada Estadual Janaina Paschoal elogiou o trabalho feito pela Sabesp de Franca, cidade do interior do estado de São Paulo.

21/01/2020 17h41 - Por Mariana Reis

Deputada estadual Janaína Paschoal
(Foto: Marcos Alves / Oglobo.com)

A Deputada disse que é de sua vontade que tal trabalho seja conhecido de perto pelo Presidente Jair Bolsonaro e pelo Governador João Dória, além de ser alvo de estudos em universidades. De acordo com ela o modelo de Franca deve ser replicado por todo o Brasil.

Segundo informações obtidas por meio do site do Governo do Estado de São Paulo, a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo conquistou o primeiro lugar pelo projeto de economia circular implantado na Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) de Franca.

“A economia circular abrange a otimização, reutilização, reaproveitamento e reciclagem de materiais. É um novo conceito que a companhia está utilizando que proporciona uma mudança cultural na qual a ETE deixa de ser vista como uma produtora de resíduos e passa a ser considerada uma recuperadora de recursos.” (http://www.saopaulo.sp.gov.br/ultimas-noticias/sabesp-conquista-premio-do-bid-por-projeto-de-economia-circular-em-franca/)

O projeto realizado pela Sabesp de Franca tem como objetivo utilizar a ETE não só para tratamento de esgoto, mas também para geração de energia elétrica e fotovoltaica, geração de biogás, e ainda,  para produção de fertilizantes utilizados na agricultura.

 “Na estação de Franca, foi aplicado o conceito de economia circular via uma parceria de sucesso entre as áreas Operacional e de Pesquisa Desenvolvimento e Inovação da Sabesp. O efluente líquido tratado produz água de reuso não potável, realimenta o rio e produzirá energia elétrica para a ETE por meio de uma turbina implantada no canal de saída da planta.

O lodo gerado será usado como fertilizante na agricultura. O biogás gerado do tratamento já é usado como combustível veicular e também será aproveitado na produção de energias elétrica e térmica e ainda tem potencial para ser injetado em rede de distribuição de gás. A energia solar será aproveitada na geração de energia elétrica fotovoltaica. Trata-se de um exemplo completo do conceito de economia circular, gerando riqueza em vez de resíduos para a natureza”, explica o diretor de Tecnologia, Empreendedorismo e Meio Ambiente da Sabesp, Edison Airoldi