Pará
Greve de servidores sem data de término no Pará

Com tempo indeterminado de duração, greve dos servidores do Detran-PA recebe mais apoio

05/02/2020 10h06

A greve dos servidores do Departamento de Trânsito do Pará (Detran) chega a seu 16º dia. Ontem, 4 de fevereiro, o manifesto recebeu apoio de servidores do departamento de Gestão Orçamentária e Financeira (CGOF), que se juntaram a greve.

Com a adesão do CGOF, se juntam a greve, aproximadamente, mais 30 servidores responsáveis pelas gerências de contratos e convênios, contabilidade, orçamento, execução e arrecadação.

De acordo com Denis Sampaio, presidente do sindicato dos Trabalhadores de Trânsito do Estado do Pará (Sindtran), o Governo do estado ainda não se pronunciou, portanto o manifesto segue por tempo indeterminado.

Os manifestantes tentam, novamente, uma assembleia com representantes da Casa Civil. A greve iniciou no dia 20 de janeiro.

Os grevistas têm como reivindicações principais:

1. Reposição inflacionária de 4,31% referente à data base de abril/2019 (conforme determina o art. 117 da Lei n.° 5.810 de 24 de janeiro de 1994 – Regime Jurídico Único);

2. Reajuste da Gratificação de Trânsito dos Servidores do Detran, mediante reposição inflacionária referente à data base de abril/2019 no índice de 4,31% (conforme o art. 29 da Lei n.° 7.594 de 28 de dezembro de 2011);

3. Revogação da portaria de terceirização do serviço de vistoria veicular;

4. Revisão do Plano de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCR) dos servidores do Detran e avaliação periódica de desempenho dos trabalhadores de trânsito da autarquia;

5. Concurso público regionalizado para preencher 830 cargos vagos existentes no Detran;

6. Apresentação de plano de investimento e sua execução, em 2020, para a recuperação e padronização da infraestrutura pública sucateada e padronizada nas Ciretrans, na Sede, nos Postos Avançados e Parques de Retenção de Veículos; e

7. Nomeação dos 34 candidatos classificados no concurso C-177 (Agentes de Educação para o Trânsito).

Fonte: Romanews