Rio de Janeiro » Rio de Janeiro - Cidade
Grávidas alegam estarem sofrendo discriminação por parte da Prefeitura do Rio

Governo municipal diz que a legislação proíbe contratação de gestantes.

03/01/2020 20h00 - Por Anthony Heimlich

Após a prefeitura do Rio de Janeiro alegar que a legislação proíbe a contratação de gestantes para trabalhar em ambientes insalubres, um grupo de mulheres que trabalhavam na área da saúde, dizem estar sofrendo discriminação por estarem grávidas.

A prefeitura, encerrou um contrato com a Organização Social (OS), em que as mulheres trabalhavam, e a nova gestão da OS que assumiu, contratou os funcionários antigos, menos as gestantes. “Nós precisamos de uma posição da prefeitura, porque é totalmente discriminatório o que está sendo feito…” Disse uma das grávidas em uma reportagem ao Bom Dia Rio.

A Rio Saúde, informou em uma nota, que está seguindo a legislação trabalhista, e por isso está proibida de contratar as gestantes que ainda possuem vinculo empregatício com a OS anterior, alegando ser por causa da estabilidade provisória assegurada ao grupo. A empresa, irá convidar os sindicatos para discutir um acordo que busque viabilizar a contratação dessas funcionárias.