fbpx
Rio Grande do Sul
Governo do RS passa a cobrar IPVA em janeiro, sem parcelamento e com aumento

Calendário começa a partir de dezembro

04/11/2019 12h54

Diante da crise financeira que passa o Rio Grande do Sul, o governo do estado resolveu complicar a vida dos contribuintes. A partir de 2020 a cobrança do IPVA será realizada de maneira integral, ou seja, não poderá ser mais parcelado.

Além disso o calendário para pagamento será antecipado para janeiro, até este ano foi em abril de acordo com a placa dos veículos. E como notícia ruim para o cidadão vem a galope, haverá aumento no valor do imposto de 4% daquele cobrado neste ano. Isso ocorre pois será atribuído outro índice, a Unidade de Padrão Fiscal (UPF).

Esse medida de acordo com o governo do estado é devido a crise financeira que tais medidas serão aplicada, principalmente para quitar o 13º salário dos servidores públicos.

Outro lado

Enquanto o contribuinte pagará mais IPVA e sem parcelamento, grandes empresas poderão parcelar impostos atrasados e pagar com descontos de até 90% em juros e multas. Essa é a nova modalidade do Refiz, refinanciamento de impostos proposto pelo governo Eduardo Leite.

Segundo dados da Procuradoria-Geral do Estado existem cerca de 300 devedores de impostos, no qual saberão a proposta do governo para quitação de suas dívidas, com base nos novos formatos propostos.

As informações são da Gaúcha ZH.

Especialista em Gestão Pública, Ativista Libertário Social e Coordenador do MBL Rio Grande do Sul