Coronavírus
Governo do ES orienta evitar aglomerações, mas não segue a regra.

No foco do coronavírus e o Governo do ES reunindo mais de 350 pessoas

16/03/2020 22h09

Em uma cerimônia realizada no Palácio Anchieta, as carteiras de habilitação do programa CNH Social foram entregues para os beneficiários do Estado nesta segunda-feira (16), em Vitória. Foram reunidas mais de 350 pessoas para fazer a entrega dos documentos. Justamente na cidade que já é definida como a região de transmissão local do Covid-19, os beneficiários de todo o estado foram obrigados a comparecerem ao Palácio para receberem suas carteiras, pois, não iriam entregar em outro local.

As pessoas ficaram receosas, pois, a regra é clara: evitar locais com grande número de pessoas. Poderiam ter enviado por Correios, pois, seria mais fácil, principalmente, para quem mora no interior. Mesmo assim, o Governador Renato Casagrande (PSB) e o Senador Fabiano Contarato (Rede) fizeram o encontro para se promoverem.

O Secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, tentou justificar a contradição, já que a orientação é “recomendativa” e não obrigava ao cancelamento. Disse que a partir de agora não haverá mais eventos como esse. Essa recomendação será aplicada para a Grande Vitória e Linhares e passará a ser uma determinação. Conforme o avanço da doença, poderá ser proibido explicitamente qualquer evento.

Como pedir que cada um faça sua parte, se os próprios líderes não fazem. Uma simples entrevista bastaria.

Informativo na íntegra em que confirmou o primeiro caso da doença no Espírito Santo, em 14 de março:

Em área de transmissão local: conforme o Boletim Epidemiológico Nº 5 da Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, são feitas as seguintes recomendações, acumuladas as medidas gerais, para as cidades com transmissão local:

  • Eventos com aglomeração (governamentais, esportivos, artísticos, culturais, políticos, científicos, comerciais e religiosos e outros com concentração próxima de pessoas):
  • Os organizadores ou responsáveis devem notificar à Secretaria de Saúde do Município e cumprir as regras previstas na Portaria de Consolidação n° 5, de 28 de setembro de 2017;
  • Ter garantia de atendimento médico e cumprimento de suporte ventilatório, com EPI;
  • Disponibilizar locais para lavar as mãos com frequência, dispenser com álcool em gel na concentração de 70% e toalhas de papel descartável;
  • Ampliar a frequência de limpeza de piso, corrimão, maçaneta e banheiros com álcool 70% ou solução de água sanitária ou solução para desinfecção contra o coronavírus;
  • Considerar a possibilidade de adiar ou cancelar. Não sendo possível, recomenda-se que evento ocorra virtualmente e sem plateia ou público, evitando a concentração de pessoas”