Goiás
Goiás tem 128 obras paralisadas e sem funcionalidade

São 128 obras paralisadas sem funcionalidade, e também existem 153 que foram paralisadas, mas são usadas pela população

14/01/2020 11h37

Desde a publicação de decreto que suspendeu a execução de convênios do Estado, o Governo de Goiás realizou 339 vistorias em obras iniciadas em 216 municípios goianos com recursos do Goiás na Frente, segundo o jornal O Popular. Dados da Secretaria do Governo apontam que, durante a auditoria, foram encontradas 128 obras paralisadas sem funcionalidade, e também existem 153 que foram paralisadas, mas são usadas pela população, como ruas e avenidas recapiadas, por exemplo.

Goiás na Frente foi lançado em 2017 e firmou 381 convênios com 221 prefeituras ao longo dos governos dos tucanos Marconi Perillo e José Eliton. Os contratos somam R$ 500 milhões, que seriam destinados para obras de infraestrutura. Na época do lançamento, a promessa era de investimentos de R$ 6,1 bilhões. Do total de contratos assinados, apenas R$ 166 milhões foram repassados aos municípios, o que representa 34% do total.

Desde o início do governo de Ronaldo Caiado (DEM), nenhum valor foi repassado aos municípios. As prefeituras também tinham a opção de encerrar o convênio, e desde abril de 2019, 72 convênios foram cancelados, 27 a pedido dos prefeitos.

Química Industrial, Tatuadora, Desenhista, Cristã Reformada e aspirante a Teóloga.