fbpx
São Paulo
Gilberto Natalini

Conheça seu Vereador (São Paulo-SP)

30/09/2019 08h09 - Por Jair Lorenzetti Filho

(Foto:Perfil Pessoal do Twitter)

Gilberto Natalini, vereador pelo Município de São Paulo, deu início a sua longa trajetória na carreira política ainda como estudante em 1970, quando participou das ações estudantis pelas liberdades democráticas no país. Em 1972, ficou preso por 60 dias, nos quais sofreu torturas no Doi-Codi (Destacamento de Operações de Informações – Centro de Operações de Defesa Interna) do Exército, no centro de São Paulo, comandado na época por Carlos Alberto Brilhante Ustra, segundo o jornal O Estado de São Paulo. Dedica-se principalmente a causas como o meio ambiente, saúde pública e urbanismo; desde 1975 já participava de movimentos populares.

Nascido no Rio de Janeiro, em 28 de março de 1952, formou-se em medicina pela Escola Paulista de Medicina em 1975. É especialista em Gastrocirurgia. Ao longo de sua carreira, ocupou dezenas de funções com inúmeras realizações, listadas em seu currículo pessoal, reproduzidas a seguir:

– Diretor de Saúde do CONSABESP – Conselho Coordenador das Associações Amigos de Bairro, Vilas e Cidades de São Paulo, na década de 80;

– Médico residente do Hospital do Servidor Público Estadual, liderando os residentes, fundando e presidindo a AMERIAMSPE, de 1976 a 1977;

– Diretor do Sindicato dos Médicos por três gestões, de 1978 a 1987;

– Membro da APM – Associação Paulista de Medicina, participando como delegado representante da capital, na década de 80;

– Chefe e cirurgião do Ambulatório Médico do Sindicato dos Condutores de São Paulo, de 1980 a 2004;

– Secretário Municipal de Saúde do Município de Diadema – SP, de janeiro de 1997 a junho de 2000;

– Secretário Municipal de Saúde do Município de São Lourenço da Serra – SP, de julho a dezembro de 2000;

– Presidente do COSEMS/SP – Conselho de Secretários Municipais de Saúde do Estado de São Paulo, que agrega 645 Municípios. Esta entidade, em conjunto com representantes do Estado, estabelece as políticas de saúde no Estado de São Paulo, de março de 1997 a dezembro de 2000;

– Presidente do CONASEMS – Conselho Nacional de Secretários Municipais de Saúde, que congrega 5.561 Municípios. Esta entidade, em conjunto com representantes dos Estados e do Ministério da Saúde, estabelece as políticas de saúde no país, de outubro de 1999 a dezembro de 2000;

– Participou de toda mobilização pela municipalização e implantação do SUS no país e pela aprovação da Emenda 29 que vinculou as verbas do SUS, em 1999/2000;

– Coordenou a Secretaria Executiva da Rede de Secretários Municipais de Saúde das Américas, eleito no III Congresso de Secretários Municipais de Saúde, realizado em Quebec-Canadá, de março de 2000 a dezembro de 2000;

– Coautor das publicações: SUS – O que você precisa saber sobre o Sistema Único de Saúde – volumes I e II, publicados em 2000 e 2001, respectivamente;

– Eleito Vereador por São Paulo em 02 de outubro de 2000 – PSDB;

– Líder de bancada na Câmara Municipal de São Paulo, em 2001 e 2002;

– Proponente e organizador da Conferência de Produção Mais Limpa e Mudanças Climáticas da Cidade de São Paulo, desde 2002, evento que se tornou referência, ensejou leis como a de reuso da água e reaproveitamento de poda de árvores e já congregou mais de 4500 participantes em um mesmo dia;

– Membro da Comissão de Saúde, Promoção Social e Trabalho da Câmara Municipal de São Paulo, em 2001;

– Presidente da Comissão de Educação, Cultura e Esportes da Câmara Municipal de São Paulo, em 2002;

– Vice-presidente da CPI das Antenas de Celulares, em 2003;

– Presidente da Comissão de Saúde, Promoção Social e Trabalho da Câmara Municipal de São Paulo, em 2003;

– Proponente e organizador do Encontro Municipal sobre Psoríase e Vitiligo, desde 2003, que já congregou mais de 2000 participantes em um mesmo dia;

– Eleito um dos cinco melhores vereadores pela ONG Voto Consciente, em 2003;

– Proponente e realizador do Ciclo de Debates Município Saudável na Câmara Municipal de São Paulo, com mais de 30 edições;

– Membro da Comissão de Festejos dos 450 anos da Cidade de São Paulo da Igreja do Pátio do Colégio, em 2004;

– Reeleito Vereador por São Paulo em outubro de 2004;

– Proponente e coordenador do livro “450 anos da História da Medicina Paulistana”, publicado em 2004;

– Secretário Municipal da Cidade de São Paulo, ocupando a pasta da Secretaria de Participação e Parceria, de janeiro de 2005 a abril de 2006.

– Reassumiu o cargo de Vereador em abril de 2006;

– Vice-líder de Bancada na Câmara Municipal, em 2006 e 2007;

– Proponente e coordenador do Comitê Civil Contra a Dengue da Câmara Municipal de São Paulo, desde 2003 até os dias atuais;

– Membro da CPI do Passivo Ambiental da Câmara Municipal, em 2006;

– Membro da Comissão Extraordinária Permanente de Defesa dos Direitos da Criança, do Adolescente e Juventude, em 2006;

– Vice-presidente da Comissão de Estudos para acompanhar, avaliar e fiscalizar a instalação dos equipamentos e documentação pertinente aos postos de revenda de combustível do Município de São Paulo, em 2007;

– Presidente da Comissão de Estudos para apreciar os problemas, impactos e discutir a relação entre causas e efeitos do Aquecimento Global na cidade de São Paulo, em 2007;

– Participou da C40, como integrante oficial da comitiva da cidade de São Paulo, realizada em Nova York, no ano de 2007;

– Membro da Comissão Permanente de Finanças e Orçamento da Câmara Municipal de São Paulo, de abril de 2006 a dezembro de 2007;

– Membro da Comissão Permanente de Saúde, Promoção Social e Trabalho, Idoso e Mulher da Câmara Municipal de São Paulo, em 2008;

– Líder de bancada na Câmara Municipal de São Paulo, em 2008;

– Relator da CPI – Comissão Parlamentar de Inquérito para apurar responsabilidades pela poluição das águas superficiais e subterrâneas, além dos respectivos passivos ambientais, no âmbito do município de São Paulo, a partir de denúncias de fatos específicos, em 2008;

– Membro do Conselho Consultivo da Fundação Faculdade de Medicina, em abril de 2008 e reconduzido em 2012;

– Membro do Conselho Curador da Fundação Oswaldo Ramos – Hospital do Rim e Hipertensão, desde 2008;

– Reeleito Vereador por São Paulo em outubro de 2008;

– Proponente e presidente da Subcomissão dos Idosos, na Câmara Municipal de São Paulo, em 2008 e reconduzido em 2011;

– Conselheiro da UNIBES – União Brasileiro-Israelita do Bem-Estar Social, de 2009 a 2016;

– Membro da Comissão de Constituição, Justiça e Legislação Participativa da Câmara Municipal de São Paulo, em 2009;

– Membro da Comissão de Estudos para avaliação da coexistência dos animais domésticos, domesticados, silvestres nativos e exóticos com população humana, os reflexos na saúde pública e meio ambiente e a legislação pertinente na cidade de São Paulo, em 2009;

– Membro da CPI – Comissão Parlamentar de Inquérito para averiguar e apurar eventual deficiência no desempenho das competências outorgadas à Coordenadoria de Vigilância em Saúde (COVISA), especificamente no que tange à comercialização e manipulação de produtos cosméticos, alimentícios, farmacêuticos, serviços de saúde e substâncias de interesse da saúde (Processo RDP n° 08-46-2010), em 2010;

– Membro da Comissão de Saúde, Promoção Social, Trabalho, Idoso e Mulher da Câmara Municipal de São Paulo, em 2010;

– Participou da COP-15 – Conferência das Partes sobre a Convenção-Quadro de Mudanças Climáticas como integrante da Delegação Brasileira, realizada em Copenhague, em 2010. Nessa ocasião participou também da reunião da C40, paralela à COP;

– Proponente e presidente do Congresso de Envelhecimento Ativo e Cidade Amigo do Idoso de São Paulo, que está em sua 4ª Edição;

– Presidente da Comissão Extraordinária Permanente do Meio Ambiente da Câmara Municipal de São Paulo, em 2011 e 2012;

– Vice-presidente da Comissão de Saúde da Câmara Municipal de São Paulo, em 2011 e 2012;

– Proponente e Presidente da Subcomissão do Financiamento do SUS, em 2011;

– Presidente da CPI – Comissão Parlamentar de Inquérito para investigar irregularidades na efetiva aplicação da política de acessibilidade, visando proporcionar a total acessibilidade às pessoas com diversos tipos de deficiências no município de São Paulo em 2011;

– Participou do C40 de Nova York e Copenhague e Integrou a Comissão de Organização do C40 Large Cities Climate Summit – realizado em São Paulo, em maio de 2011;

– Membro do programa Agita São Paulo e autor do projeto de lei n° 539/2006 (Lei 14.409/2007) que criou o programa Agita Sampa na cidade de São Paulo;

– Membro conselheiro do COMUDA – Conselho Municipal de Políticas Públicas de Drogas e Álcool de São Paulo, em 2011 e 2012;

– Membro do CADES – Conselho Municipal do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, em 2011 e 2012;

– Proponente da resolução e organiza desde 2012 a entrega do Prêmio de Responsabilidade Socioambiental para até cinco personalidades e entidades/empresas de destaque;

– Participou da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável Rio+20 e do Espaço Humanidade FIESP, ativamente, como representante da cidade de São Paulo, em junho de 2012;

– Eleito em votação popular pela Internet um dos 10 cidadãos de destaque em S. Paulo na categoria ‘sustentabilidade’, numa enquete organizada em 2013 pela Virada Sustentável em parceria com o site Catraca Livre.

– Nestes 19 anos de mandato, apresentou 377 Projetos de Lei e aprovou 123 leis de impacto para a cidade de São Paulo, tais como: reuso de água obrigatório para lavagem de ruas, praças, monumentos e caminhões de lixo; umectação em terraplenagens; desobstrução de galerias, entre outros usos não potáveis; Programa de Monitoramento Ambiental – PROMA; Programa de Aproveitamento de Madeira de Poda de Árvores – PAMPA; Programa de Apoio à Pessoas com Doenças Raras; Programa de Prevenção e Combate à Doenças Renais; Rede de Atenção à Pessoas com Psoríase; Política Municipal de Proteção à Saúde Bucal da Pessoa com Deficiência; Inclusão de Alimento Orgânico na Merenda Escolar; entre muitos outros.

– Membro do Conselho Universitário da UNIFESP – Universidade Federal de São Paulo (CONSU), de 06/2011 até 11/2015, representando a comunidade;

– Filiado ao Partido Verde – PV/SP, desde agosto de 2011;

– Vice-presidente da Comissão da Verdade da Câmara Municipal de São Paulo, em 2012;

– Membro da Comissão de Resíduos Sólidos da Câmara Municipal de São Paulo, em 2012;

– Membro da Comissão de Água de Reuso da Prefeitura Municipal de São Paulo, em 2012;
– Um dos vereadores com maior número de presença em plenário e nas comissões permanentes, 97% de presença; 3% foram faltas justificadas, para representação da Câmara Municipal;

– Fez cerca de 1.800 pronunciamentos na tribuna e plenário da Câmara Municipal de SP;

– Desde 2001, expediu no trabalho parlamentar, cerca de 22 mil ofícios, requerimentos, indicações e outros documentos oficiais, na Câmara Municipal;

– Reeleito Vereador por São Paulo em outubro de 2012 – Partido Verde (PV/SP);

– Proponente e presidente da Comissão da Verdade da Câmara Municipal de São Paulo, em 2013 e 2014;

– Membro da Comissão da Verdade da UNIFESP, em 2013;

– Membro da Comissão de Saúde, Promoção Social, Trabalho e Mulher, em 2013;

– Membro da Comissão Extraordinária Permanente de Meio Ambiente, em 2013;

– Membro da Frente Parlamentar pela Sustentabilidade, em 2013;

– Membro do COSEMA – Conselho Superior de Meio Ambiente da FIESP, em 2013/ 2014;

– Membro da Comissão de Desenvolvimento Sustentável da OAB, em 2013 e 2014;

– Membro da Frente Parlamentar pela Mobilidade Humana, em 2013;

– Membro do Conselho da CNTU – Confederação Nacional dos Trabalhadores Liberais Universitários Regulamentados, em 2013;

– Presidente da Subcomissão de Saúde para a Revisão do Código Sanitário do Município de São Paulo, em 2013;

– Um dos organizadores do livro “Médicos do Cangaíba: viver é gostar de gente”;
– Autor do livro “Mudanças Climáticas: do global ao local”;

– Presidente da Comissão de Meio Ambiente da Câmara Municipal de São Paulo, em 2014;

– Membro da Comissão de Saúde da Câmara Municipal de São Paulo, em 2014;

– Foi candidato a Governador do Estado de São Paulo pelo Partido Verde, em 2014;

– Presidente da Frente Parlamentar pela Sustentabilidade, em 2015;
– Membro da Comissão de Saúde, Promoção Social, Trabalho e Mulher da Câmara Municipal de São Paulo, em 2015;

– Membro da Comissão Permanente do Idoso e Assistência Social da Câmara Municipal de São Paulo, em 2015;

– Participou da COP21 – Conferência das Partes sobre a Convenção-Quadro de Mudanças Climáticas como integrante da delegação brasileira e representante oficial da cidade de São Paulo, realizada em Paris, em 2015. Na ocasião levou documento com propostas, aprovado na 14ª Conferência de Produção mais Limpa e Mudanças Climáticas;

– Vice-Presidente da CPI dos Planos de Saúde, em 2015;

– Representante da cidade de São Paulo da COP-21, Paris, em 2015;

– Membro da Frente Parlamentar pela Sustentabilidade da Câmara Municipal de São Paulo, em 2016;

– Membro da Comissão de Justiça da Câmara Municipal de São Paulo, em 2016;

– Membro da Comissão de Saúde da Fecomércio, em 2016;

– Relator da CPI da Compensação Ambiental da Câmara Municipal de São Paulo, em 2016;

– Presidente da Comissão de Meio ambiente da Câmara Municipal de São Paulo, em 2016;
– Em seus cinco mandatos como vereador em SP, tem se dedicado principalmente aos temas de meio ambiente, saúde, urbanismo e zeladoria urbana;

– Reeleito Vereador por São Paulo em outubro de 2016 – Partido Verde (PV/SP);

– Secretário do Verde e do Meio Ambiente da cidade de São Paulo, em 2017;

– Em setembro de 2017 reassume seu 5º mandato de vereador na Câmara Municipal de São Paulo;

– Em 2018 foi vice-presidente da Comissão de Saúde da Câmara Municipal de São Paulo;

– Em 2019 assumiu como membro da Comissão de Saúde da Câmara;

– Em 2019, a convite da OAB-SP assumiu como membro consultor da Comissão Permanente de Meio Ambiente da entidade;

– Em 2019, Proponente e Presidente do Comitê de Chuvas e Enchentes da Cidade de São Paulo;

– Representante da Câmara Municipal de São Paulo na Climate Week da ONU, em Salvador, Bahia/2019;

– Autor do dossiê da Devastação das Matas de São Paulo.

Paralelamente a todas as suas atividades, ainda na década de 70, iniciou o atendimento médico voluntário que mantém em Cangaíba até hoje, ao lado de um grupo de colegas.

Em 2018, em uma das inúmeras controvérsias da gestão municipal, do então prefeito João Dória, Gilberto Natalini foi demitido por ele do cargo de Secretário do Meio Ambiente. O jornal “O Estado de S. Paulo”, em matéria da época, apurou que um dos atritos envolveu a denúncia feita por Natalini de uma suposta quadrilha que fraudava licenciamentos ambientais de novos empreendimentos na cidade. Outro ponto foi decorrente da criação do corredor verde na Avenida 23 de Maio. O plantio de mudas nas paredes da avenida foi realizado usando regras de um Termo de Compensação Ambiental (TCA) criado na gestão anterior, de Fernando Haddad (PT), para criar muros verdes ao redor do Elevado Presidente João Goulart, o Minhocão. A medida havia sido combatida por Natalini, então vereador, que chegou a ingressar com ações judiciais contra essas paredes. Natalini seguia o entendimento de ambientalistas e engenheiros que afirmavam que essas ações não faziam a mesma captura de carbono que árvores faziam e, assim, não poderiam ser consideradas compensações ambientais. Mas teve que se submeter ao modelo a pedido de Dória — o que fez a contragosto.

Candidato ao cargo de Deputado Federal em São Paulo pelo PV, Gilberto Natalini obteve 27.316 votos totalizados (0,13% dos votos válidos), mas não foi eleito nas Eleições de 2018.

Revisores: Cynthia Capucho, Rodrigo Vieira, Felipe Donadi