Transporte
GDF quer micro-ônibus nas ruas

Inclusão dos veículos fará parte da ampliação do transporte público

22/01/2020 16h36 - Por Marcos Johnny

O aumento da passagem de ônibus e metrô no Distrito Federal gerou grande repercussão entre a população. Vários foram os casos de indignação e manifestações contra o aumento, fazendo com que o Buriti apresentasse alternativas para a melhorar a qualidade do transporte público.

Com foco nessa visão, o secretário de Transporte do Distrito Federal, Valter Casimiro , afirmou que o GDF estuda nova licitação do sistema público e que a inclusão de micro-ônibus no sistema está em análise. A ideia, ainda em fase de análise, seria fazer com que esses micro-ônibus façam linhas de curta distância nas cidades.

As ideias foram apresentadas na Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) nesta terça-feira (21), onde estava presente o vice-presidente da casa, Rodrigo Delmasso (Republicanos), e os distritais Valdelino Barcelos (PP) — presidente da Comissão de Transporte —, Leandro Grass (Rede), Chico Vigilante (PT), Arlete Sampaio (PT) e Julia Lucy (Novo). A deputada federal Erika Kokay (PT) também participou do encontro.


As Frotas de Veículos

No ano passado, o GDF entregou 63 novos micro-ônibus à população do DF. Os veículos são da Viação Piracicabana. Em comunicado à imprensa, foi informado que os micro-ônibus fazem parte da renovação da frota e substituirão ônibus antigos do sistema, em Planaltina, Sobradinho e no Plano Piloto.

Os veículos apresentados são Caio F2400, Mercedes-Benz LO916, com motor mais silencioso e sistema GPS, que permite o rastreamento do veículo em tempo real e o uso de aplicativos ao usuário. São mais ágeis e mais econômicos, possuem o sistema de biometria facial, utilizado para inibir fraudes nas gratuidades do sistema.

Na época, em uma solenidade, o governador do DF manifestou a intenção de utilizar os micro-ônibus em novas linhas de integração dentro das regiões administrativas, conectando a veículos maiores que percorrerão trajetos maiores.

Assim, vemos que o governo tenta melhorar as condições de acesso ao transporte público e ao mesmo tempo tem que explicar aos parlamentares os motivos que levaram ao reajuste das tarifas de ônibus e metrô na capital.

Enquanto isso, o bolso do trabalhador anseia imensamente por uma solução definitiva que entregue uma relação custo benefício que faça jus aos seus impostos.


Fonte: Metrópoles.