fbpx
Brasília » Programas Sociais
GDF fará recadastramento de beneficiários de serviços sociais

Medida será tomada com inspiração em modelo do Sudeste.

08/10/2019 10h17 - Por Jonas Fernandes

Foi publicado no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) de quinta-feira (3) o edital que trata do recadastramento de 169.359 beneficiários de cerca de 30 programas sociais como do Benefício de Prestação Continuada (BPC), DF Sem Miséria, Bolsa Família e Morar bem.

Dentre os objetivos do pente fino estão a detecção de fraudes e de pagamentos indevidos. Os custos com terceirização de mão de obra (que será oriunda de uma Organização da Sociedade Civil) foram avaliados no edital em R$ 6.164.667,60.

Apesar do valor alto, o governador Ibaneis Rocha (MDB) e a Secretaria do Desenvolvimento Social esperam uma economia maior com a medida. “O recadastramento dos servidores públicos (do Iprev) na área que já foi feito nós tivemos uma economia da ordem dos R$ 200 milhões. Nós esperamos com o recadastramento também dos programas sociais que a gente possa ter economia e possa avançar para as pessoas que realmente necessitam desses benefícios sociais” exaltou o líder do Buriti.

O modelo proposto em parceria com uma OSC já foi testado nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. A medida se destaca em relação à do ano passado, que só conseguiu manter os benefícios devido à ajuda do Corpo de Bombeiros.

Em Brasília, os pagamentos só serão efetuados para cadastros validados nas bases do Ministério da Cidadania e da Caixa Econômica Federal.


Fonte: Metrópoles.