Santa Catarina
Funcionários da Comcap fazem greve contra concurso da prefeitura de Florianópolis

Sintrasem alegou que um concurso da prefeitura seria um “concurso Fake News”

20/01/2020 13h16 - Por Gustavo Goulart

Os funcionários da Comcap (Autarquia de Melhoramento da Capital) anunciaram nessa sexta-feira (17) mais uma greve e agora o motivo alegado foi o edital da prefeitura lançado na quinta-feira (16).

O início da greve foi decidido em assembleia com os funcionários da Comcap com os representantes do Sintrasem (Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público da prefeitura de Florianópolis). O sindicato vem alegando que um concurso lançado pela prefeitura é Fake News.

O concurso seria para para as vagas de: gari de coleta, gari de limpeza pública, auxiliar de manutenção, motorista, auxiliar administrativo, entre outros cargos técnicos.

Em nota de esclarecimento divulgada na redes sociais do sindicato, ele declarou:
“Trabalhadores da Comcap não aceitam concurso Fake News e decretam greve por tempo indeterminado.

Em assembleia nesta sexta (17), os trabalhadores da Comcap decidiram paralisar os serviços até que a prefeitura cumpra o seu acordo e ajuste o edital do concurso público da Comcap. O edital publicado nesta quinta (16) apresenta somente vagas para cadastro de reserva e não estabelece prazo para convocação dos aprovados.

O acordo da comissão do concurso, formada por trabalhadores através da Portaria n. 179/2019, pelo Sintrasem e por representantes do governo, tem registrado em atas o número de vagas e as datas acordadas entre todos. Com mais um golpe do Gean para cima dos trabalhadores, o governo alterou tudo o que tinha assinado e fez um edital de um concurso Fake News, que só arrecada dinheiro com as inscrições da população e não efetiva o chamamento dos aprovados.
Trabalhadores da Comcap não aceitam concurso Fake News e decretam greve por tempo indeterminado.”

Na noite de sexta-feira, foi feita mais uma assembleia, na qual foi decidido o fim da greve, motivado por proposta feita pela prefeitura para os funcionários, na qual o quadro de vagas foi alterado e o vale-alimentação será pago por acordo coletivo.

Fonte: G1.