Segurança
Fuga de três detentos deixa bloco da Papuda interditado no DF

Bloco da Papuda foi interditado após a fuga de três presidiários

30/01/2020 20h48 - Por Lauro Moscareli

Nesta terça-feira (28), após a fuga de três presidiários por um buraco na unidade, a juíza Leila Cury decidiu interditar o bloco 1 do Centro de Detenção Provisória (CDP) do Complexo Penitenciário da Papuda.

Com a decisão tomada, em até 120 dias, o GDF terá que apresentar um plano de obras de recuperação à Justiça. A medida foi tomada quando a Justiça verificou a fragilidade da construção.

De acordo com a juíza, seria inviável que os internos continuassem na ala interditada, portanto, 330 presos foram transferidos para outras alas.

Os presos que fugiram são Carlos Augusto Mota de Oliveira, Roberto Barbosa dos Santos e André Candido Aparecido da Silva. Foram presos por, respectivamente: latrocínio; estelionato e formação de quadrilha; tráfico de drogas, receptação e desacato. Todos os fugitivos foram classificados no nível 3 de periculosidade, nível de perigo alto.

Fonte: Bol.Uol.


Desde 2016, quando 10 detentos fugiram durante a chamada feita por agentes penitenciários, o complexo não registrava uma fuga.

O presidente do Sindicato dos Policiais Penais do DF, Paulo Rogério, afirmou:

“Hoje temos 1,7 mil policiais penais para cuidar de quase 17 mil presos. É uma média de um para cada dez presos. A lei estipula que seja um para cada cinco”.

Os detentos escavaram um buraco na cela 15, cela onde os presos provisórios ficam. O buraco foi feito em cima de uma das camas. Confira abaixo:

Fonte: G1.


Fontes: G1, Jornal de Brasília.