Paraná
Fronteira entre Paraná e Paraguai é bloqueada após fuga de presidiários

Estão sendo patrulhados matas, rios, rodovias e o espaço aéreo.

21/01/2020 12h27 - Por Bernardo Rossatti

Na tarde da última segunda-feira (20) foi determinado o bloqueio da area de fronteira Paraná-Paraguai pelo governo do estado após a fuga de presos de um presídio em Pedro Juan Caballero, no Paraguai.

A área bloqueada conta com possíveis rotas de acesso ao Paraná, envolvendo os meios aéreo, terrestre e hidroviário. O patrulhamento foi reforçado nas cidades de Foz do Iguaçu, Toledo, Pato Branco e Francisco Beltrão.

Dentre os presos existem membros do PCC, e o objetivo das forças paranaenses é evitar a entrada deles e de outros presos no estado, garantindo assim o bem estar e a segurança do povo.

Ficará a cargo das Polícias Militar e Civil decidir quem será abordado ao entrar no estado.

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, se manifestou sobre a fuga na última segunda-feia (20) no programa Roda Viva, da TV Cultura, e afirmou que um trabalho de cooperação entre diferentes órgãos como Polícia Federal, Receita Fereal, Coaf e Forças Armadas está sendo realizado em Foz do Iguaçu para melhor monitorar a fronteira.

Informações Roda Viva, G1 e Gazeta do Povo.

Leia também: