Corrupção » Paraíba
Ex-secretário de João Pessoa teria superfaturado a obra da Lagoa, diz MPF

A denúncia aponta um superfaturamento de R$ 4.053.426,56 no total

30/01/2020 20h15

O Ministério Público Federal (MPF) denunciou seis pessoas pelo crime de peculato, envolvidas um esquema de corrupção que teria desviado dinheiro dos cofres públicos destinados à construção de um muro de proteção na Lagoa do Parque Sólon de Lucena.

A denúncia aponta um superfaturamento de R$ 4.053.426,56 nas obras. Entres os denunciados está Cássio Andrade, o ex-secretário de Infraestrutura da Prefeitura de João Pessoa.

Além de Cássio, foram denunciados Maria da Penha Xavier de Brito, Marcos César Bezerra do Nascimento e Eugênio Régis Lima e Rocha (servidores da Secretaria de Infraestrutura de João Pessoa), o engenheiro da Caixa Econômica Federal, Evaldo de Almeida Fernandes e o sócio da Compecc Engenharia, Comércio e Construções LTDA, Eduardo Ribeiro Victor.

A defesa do ex-secretário Cássio Andrade, representada pelo advogado Fábio Rocha, contou ao Jornal da Paraíba que apresentará as provas relacionadas ao processo.

“O posicionamento é de tranquilidade, em relação ao conteúdo da denúncia. Ela se ampara na investigação da Polícia Federal, que tem uma posição inquisitória e unilateral, embora os delegados e policiais conduziram da forma mais coerente possível. Estamos aparelhados com documentos e outras provas, que em momento oportuno e quando houver a notificação, apresentaremos todo o material”, salientou o jurista.

Cássio Andrade, em nota, negou as acusações. “Não cometi nenhum ilícito, por isso tenho a consciência tranquila. A defesa técnica, que se inicia somente agora, comprovará a lisura de meus atos”. Os demais ainda não se pronunciaram.

Somos o MBL News Paraíba. Nossa missão é combater a corrupção, o coronealismo e todos os traços da velha política em nosso estado e no país.