Pará
Ex-deputado federal e empresário são sentenciados no Pará

A Justiça ainda ordenou a reparação de recursos, pagamento de multas e o cancelamento de direitos políticos.

20/01/2020 11h56

O ex-deputado federal Renildo Leal dos Santos (PTB) e o empresário Luiz Antônio Trevisan Vendoin foram condenados pela Justiça Federal do Estado do Pará, por envolvimento no esquema conhecido como máfia das ambulâncias ou escândalo das sanguessugas. Tal esquema consistia no superfaturamento na compra de ambulâncias que seriam utilizadas no município de Placas, localizado no oeste do Pará, durante os anos 2000 aconteceu em várias compras públicas ao redor do país.

A ação que condenou ambos foi ajuizada pelo MPF no ano de 2009, após a operação Sanguessuga que investigava as irregularidades com os recursos.

O juiz federal Érico Rodrigo Pinheiro foi quem assinou a condenação, e também ordenou total cancelamento de direitos políticos dos acusados por oito anos, a reparação do dinheiro público superfaturado e o pagamento de multa proporcional ao dobro do valor que foi retirado dos cofres públicos.

A justiça irá calcular os valores totais de compensação, que devem conter uma multa de R$ 140 mil, contando com juros e correção monetária, que deve ser calculada tendo como início as datas em que os convênios fraudados foram assinados, anos de 2001 e 2002.