São Paulo
Estão vendendo “gato por lebre” na política de Sorocaba

Os oportunistas de plantão na política de Sorocaba não tem remédio! Políticos estão tentando “assumir paternidade” de uma obra realizada pela iniciativa privada para se beneficiar em ano eleitoral! Estão até distribuindo panfletos!

05/02/2020 00h11

(Imagem:santosbancarios.com.br/)

Chega ano de eleição e aparece de todo tipo de bizarrices. A vontade de aparecer é tanta, que fazem de tudo para  tentar conquistar os votos a qualquer custo e se utilizam de mentiras deslavadas e óbvias.

O último episódio bizarro e tragicômico aconteceu nessa semana em Sorocaba. Alguns políticos tentam atribuir a si mesmos a viabilização de uma obra, que liga Jardim São Guilherme e Parque São Bento ao Jardim Paulista. A obra já estava prevista no plano diretor do município haviam muitos anos e foi viabilizada com recursos da iniciativa privada, mais especificamente pelo grupo Júlio & Júlio, que para viabilizar o acesso do seu empreendimento imobiliário, residencial Horto Florestal Vilário, que fica no Jd. Paulista, está construindo os acessos aos referidos bairros por meio de um acordo com o poder executivo. O problema que os oportunistas de plantão estão tentando a todo custo assumir a paternidade do empreendimento.

Está parecendo o quadro do “Programa do Ratinho” as avessas, onde os supostos “pais”(políticos) da “criança”(obra) estão brigando pela paternidade. Só está faltando a baixaria do final do quadro onde eles se agridem e são separados pelos seguranças, não é mesmo?

O que o teste de DNA está dizendo?

(Imagem:Retirada das Redes Sociais)

Tendo em vista o estelionato eleitoral cometido por esses verdadeiros oportunistas, que querem assumir “paternidade” da obra para colocar a mão na “herança eleitoral” dos três bairros em questão, nós do MBL Sorocaba não podíamos ficar calados no episódio e devemos expor o verdadeiro “DNA”  e declarar que o pai verdadeiro da criança é a iniciativa privada na figura do grupo Júlio & Júlio, que está custeando está ligações para beneficiar o seu empreendimento imobiliário e para que seus clientes do condomínio não fiquem isolados.

A cara de pau dos  políticos é tanta, que alguns estão indo nos comércios, dizer que conseguiram a ponte, mostrando ofícios, gravando vídeos nas redes sociais e até  distribuindo panfletos em um verdadeiro ato de campanha eleitoral antecipada. Os políticos “171” só não dizem, que não foi utilizado dinheiro público nessas obras e quem está fazendo é uma construtora, que quer dar mais acesso ao seu empreendimento imobiliário para atrair compradores para os lotes de terreno.

Nós do MBL Sorocaba descobrimos a questão da obra bancada pelo grupo Júlio & Júlio, no começo do ano passado quando o porta-voz do MBL Sorocaba, Ítalo Moreira, foi a Seplan e posteriormente a Secretaria de Mobilidade para ver a possibilidade de se ligar o jardim São Guilherme no Jardim Santa Cecília, pois queríamos saber o custo da possível obra de ligação na região, para viabilizar uma emenda parlamentar com algum deputado para sua construção. Em conversa com diretor de área Carlos Eduardo Paschoini e outros engenheiros, descobrimos que não havia no plano diretor a ligação do São Guilherme ao Santa Cecília, que haviam duas pontes que estavam no plano diretor e que seriam feitas e custeadas pelo grupo Júlio & Júlio. Inclusive foi passada a informação que a ligação por pontes entre o São Guilherme e o Santa Cecília seria possível em duas ruas do Jardim São Guilherme que tinham largura e calçadas adequadas aos pedestres, sendo que uma com o valor estimado de 3 milhões de reais e outra no valor de 4 milhões de reais. Propomos uma alternativa da ligação sem ponte, através da rua Ana Rosa Garcia, onde o custo estimado para ligação com iluminação e toda infraestrutura em torno de 100 mil reais. No final ano passado Ítalo Moreira pediu uma emenda parlamentar ao deputado federal Gilberto Nascimento (PSC), que se comprometeu mandar na LDO desse ano a emenda requerida para essa possível ligação.

Engenheiro Eletricista de Telecomunicações, MBA em Governança de TI. Trabalha a mais de 30 anos na área de Tecnologia da Informação(tanto no setor privado como público) Coordenador do MBL Sorocaba