Corrupção
Empresas que causaram R$ 8,2 milhões em obras superfaturadas são caçadas pela Polícia Civil

Operação G4 se refere às quatro empresas que superfaturaram obras e obtiveram grande crescimento com o crime

06/02/2020 14h28 - Por Jonas Fernandes

A manhã dessa quinta-feira (6) foi de caça para os agentes da Polícia Civil e do Ministério Público do Distrito Federal. Foram cumpridos 18 mandatos de busca e apreensão em empresas, órgãos públicos e outros endereços.

As suspeitas envolvem quatro empresas supostamente contratadas por R$ 220 milhões, no período de 2014 e 2015, para realizar obras de pavimentação e drenagem no Sol Nascente. O esquema era simples: entregar os projetos mal elaborados, possibilitando a aquisição de futuros aditivos; dessa forma, a obra ficaria superfaturada.

O relatório de Inspeção da Controladoria Geral do DF corrobora a teoria, pois segundo a auditoria as empresas envolvidas elevaram seu lucro geral em 68% na época.

Caso comprovado crime, o prejuízo estimado aos cofres públicos é de R$ 8,2 milhões. As acusações são de fraude em licitação, peculato, corrupção e organização criminosa. A força-tarefa foi coordenada pela Divisão Especial de Repressão à Corrupção e pela Promotoria de Defesa do Patrimônio Público.


Fonte: G1