fbpx
Goiás
Em Goiás, é aprovado projeto de lei que proíbe a instalação de tomadas em celas de unidades prisionais do Estado

Propositura é de autoria do deputado Humberto Teófilo (PSL) e segue para a sanção do governador Ronaldo Caiado (DEM).

19/10/2019 03h22 - Por Pabline Correia

Deputado estadual Huberto Teófilo | Foto: Alego

Assembleia Legislativa do Estado de Goiás aprovou em segunda votação nesta semana, quinta-feira (17), projeto de lei n° 183 de 26 de março de 2019 que proíbe a instalação de tomadas elétricas em todas as celas de unidades prisionais do Estado. Propositura tem como autoria o deputado Humberto Teófilo (PSL). Ainda de acordo com o texto apresentado e discutido em plenário, as tomadas já existentes também deverão ser retirada assim que a lei entrar em vigor.

Além da retirada das tomadas, a lei também prevê a criação da Área de Proteção ao Entorno das Penitenciárias Estaduais de Goiás (Apepe-GO). O uso dessa área seria restrito, com objetivo de isolar os internos.

“Sabemos que a maioria dos crimes são comandados de dentro dos presídios. A ferramenta principal para viabilizar o comando é um aparelho celular”, explica o deputado Humberto Teófilo.

Um dos objetivos da medida é reduzir os índices de violência e criminalidade, uma vez que, não é novidade para ninguém que grande parte do crime organizado é comandado de dentro dos presídios por chefes de facções criminosas. Sendo assim, os detentos poderão perder parte da capacidade de articulação com outros criminosos ainda em liberdade que atuam seguindo ordens de dentros das celas.

O projeto segue agora para a sanção do governador Ronaldo Caiado (DEM) e as informações são do site da Alego.