Goiás
Em Goiás, 22% da arrecadação de ICMS vem dos combustíveis

Goiás tem um dos maiores impostos de gasolina no País.

10/01/2020 11h12

Os preços dos combustíveis estão em alta no mercado. A gasolina por causa da crise no Oriente Médio, e o etanol devido ao período de entressafra de cana-de-açúcar. Como uma medida para reduzir o aumento ao consumidor nas bombas, o governo federal solicitou aos Estados uma revisão na tributação do ICMS sobre os combustíveis. Porém, o governo de Goiás, assim como os demais Estados, sinalizou que não seria viável abrir mão dessa arrecadação sobre os combustíveis, pois representa uma fatia significativa de recursos estaduais e que a atual situação financeira não permite, ao menos no momento.

Em Goiás, 22% do ICMS arrecadado é proveniente de combustíveis, o que rendeu R$ 3,4 bilhões para a receita estadual de janeiro a novembro de 2019. A carga tributária total chega a 43% somando os impostos federais. Um levantamento realizado pela Federação Nacional do Comércio de Combustíveis e lubrificantes (Fecombustíveis) mostrou que em Goiás, os consumidores pagam R$ 1,40 de ICMS por litro de gasolina. Goiás tem um dos maiores impostos de gasolina no País.

Imagem: O Popular
Química Industrial, Tatuadora, Desenhista, Cristã Reformada e aspirante a Teóloga.