fbpx
Goiás
Em Goiás, 113 municípios não conseguem sustentar despesas básicas da máquina pública

“Com o orçamento comprometido na folha de pagamento, a autonomia é menor e tudo isso reflete em outro indicador, o de investimento.”

04/11/2019 10h25

A metodologia do IFGF considera pontuação que varia de 0 a 1. Quanto mais próximo a 1 melhor a situação fiscal do município.

Segundo o jornal O Popular, dados do índice Firjan de Gestão Fiscal (IFGF), divulgados pela Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), diz que em 2018, 113 municípios goianos não conseguiram sustentar despesas básicas da máquina pública, como funcionalismo público e a Câmara de vereadores, utilizando a própria verba municipal. Segundo a pesquisa, estas 113 cidades goianas tem gestão crítica em relação à autonomia, relação desfavorável entre os custos para financiar a existência da máquina pública e as receitas provenientes da atividade econômica do município.

124 cidades goianas estão em situação crítica com relação ao gasto com pessoal. Com relação à liquidez (relação entre recursos disponíveis em caixa e as despesas a pagar acumulados para o próximo ano), 22 municípios goianos estão em situação crítica. Quanto aos investimentos, 62 municípios têm gestão crítica. Levando em consideração os diferentes indicadores analisados, a gestão fiscal é crítica ou enfrenta dificuldades em 163 municípios goianos, ou seja 75% dos municípios pesquisados no estado.

A Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) permite que o gasto com a folha de pagamento dos funcionários do município não ultrapasse 60% da Receita Corrente Líquida (RCL). Segundo o analista de Estudos Econômicos da Firjan, Márcio Felipe Afonso, o principal desafio de Goiás é diminuir os gastos com pessoal nas prefeituras, e completa “Com o orçamento comprometido na folha de pagamento, a autonomia é menor e tudo isso reflete em outro indicador, o de investimento. Em Goiás, 34 prefeituras gastam mais do que o permitido por lei com a folha de pagamento”.

Química Industrial, Tatuadora, Desenhista, Cristã Reformada e aspirante a Teóloga.