Saúde
Diretor do HRAN se exonerou

Já é o 4° diretor do hospital exonerado na gestão Ibaneis

12/03/2020 16h26 - Por Jonas Fernandes

O diretor do Hospital Regional da Asa Norte (HRAN), Leonardo Sousa Ramos, foi exonerado a pedido pelo Governo do Distrito Federal (GDF) após cinco meses de gestão; em menos de um ano, quatro diretores do hospital já foram exonerados.

O HRAN é a maior referência do DF quanto ao tratamento do Novo Coronavírus. Entretanto, conforme noticiado na terça-feira, a unidade carece de Equipamentos de Proteção individuais (EPIs), máscaras, macas, e estrutura para tratar os pacientes. O DF é a unidade do Centro Oeste mais problemática quanto ao vírus, com 91 casos suspeitos e dois confirmados.

A Secretaria de Saúde informou que o médico deixou o cargo devido à proposta de emprego que recebeu em um hospital da rede particular. Apesar disso, Leonardo continuará atuando na rede pública por 20 horas semanais. Confira a nota:

“Secretaria de Saúde informa que o Dr. Leonardo Ramos, médico urologista e diretor do HRAN, recebeu um convite de trabalho — pelo seu excelente desempenho — de um hospital da rede particular no início de fevereiro. O médico formalizou o pedido de exoneração do cargo em 16/02.

Diante da sua solicitação, a Secretaria convidou para assumir o cargo da direção uma servidora com competência à altura do HRAN, Dra. Fabiana Binda, pós-graduada em gestão da Clínica pelo HospitalSírio-Libanês.

Dr. Leonardo continuará desempenhando um importante papel de liderança dentro da gestão do HRAN, atuando dentro da sua nova carga horária de 20h.”


Fonte: G1 e Metrópoles