Coronavírus » Rio de Janeiro
Coronavírus: Prefeito Marcelo Crivella determina fechamento do comércio no Rio

As únicas exceções serão farmácias e supermercados. Além de bares e restaurantes delivery.

23/03/2020 05h59

O Prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, determinou o fechamento do comércio a partir desta terça-feira (24), para evitar a propagação do novo coronavírus.

Mas, no decreto tem algumas exceções, como:

  • Farmácias; supermercados e hortifrutis (com recomendações para ampliar o serviço para 24 horas);
  • Padarias (com a recomendação de que se evitem aglomerações);
  • Pet shops;
  • Postos de gasolina (lojas de conveniência, porém, devem ficar fechadas);
  • Lojas de equipamentos médicos e ortopédicos;
  • Praça de alimentação de shoppings;
  • Bares e restaurantes, somente para entrega à domicílio.

Vale lembrar que as medidas são por tempo indeterminado.

Em nota, Crivella justificou a medida:

“Precisamos proteger a população. A maioria das pessoas que moram em comunidades, por exemplo, trabalha no setor de comércio”, disse o prefeito.

Os shoppings continuarão fechados. E as agências bancárias podem também não abrir.

Já as feiras livres voltam a ser semanais, e não mais quinzenais, para evitar aglomerações. Porém, haverá um rodízio entre as barracas, as pares em uma semana e as ímpares na outra.

Jornalista formado pela UniverCidade, pós-graduado em Sociologia, Política e Cultura pela PUC-Rio. Formado em cinema pela New York Film Academy. Um liberal de direita que luta desde sempre pelos ideais que acredita.